17 agosto 2022 2:50
17 agosto 2022 2:50

Veja vídeo: jurado de morte por facção rouba moto para ser preso novamente

Durante a ocorrência, um idoso foi baleado e encaminhado para o SPA Danilo Corrêa

Por Portal D24

- Publicidade -

Um preso do semiaberto, ainda não identificado, foi preso com um comparsa após furtarem uma motocicleta modelo XRE 300, cor branca, no estacionamento de uma rede de supermercados, localizado na Alameda Cosme Ferreira, bairro Coroado, zona leste de Manaus.

(Foto: Reprodução)

No início da tarde desta quinta-feira (14), após serem monitorados por meio de GPS pelo proprietário da moto, quando os suspeitos passavam pela comunidade Riacho Doce, Cidade Nova, zona norte da cidade, a moto foi travada e a população avisada que seriam ladrões.

(Foto: Reprodução)

Houve correria, um dos assaltantes foi agredido e o comparsa que seria do semiaberto também teve ferimentos, após tentar escapar dos moradores.

Ao chegar ao 6° DIP, o preso surpreendeu ao afirmar que cometeu o furto de propósito para ser preso novamente e chamar a atenção para o fato de ser ameaçado de morte por uma facção criminosa. Ele contou que havia sido sequestrado recentemente.

“Pessoal é o seguinte, eu peguei essa moto que era pra chamar a atenção de vocês porque tão (estão) querendo me matar e eu tô precisando de ajuda. Ontem, eu tava no Fórum, eu conversei com a Doutora Raquel, a juíza do Ministério Público, da Defensoria Pública e eu pedi ajuda, eu tô de tornozeleira eletrônica, eu saí há poucos dias do sistema prisional”, disse o suspeito preso ao chegar no 6° Distrito Integrado de Polícia (DIP).

Ao ser perguntado sobre quem queria matá-lo, ele respondeu que seriam pessoas do Comando Vermelho, porque ele estava preso em um Pavilhão que eram das pessoas não faccionadas.

“Onde eu tava preso é Pavilhão dos artigo errado, das pessoas que não eram faccionadas e aconteceu algumas coisas no sistema prisional e (es)tão querendo me matar e por isso que eu tô pedindo ajuda”, disse o detento do semiaberto.

O homem afirmou que cometeu o crime propositadamente para chamar a atenção e ter a vida resguardada.

“Foi só pra chamar a atenção da Juíza, que ontem eu (es)tava conversando com a Juíza só que ela me falou que não podia me colocar na proteção à testemunha (Programa de Proteção à Testemunhas) por causa que eu já tinha sentença. Eu só tô pedindo uma ajuda, minha situação é séria”, concluiu o suspeito, que depois foi encaminhado para os procedimentos cabíveis.

Durante a ocorrência de roubo da moto, um homem de 62 anos, identificado como Rodrigo Henrique Fernandes, foi baleado na região da cintura e em uma das pernas, mas ainda não há informações sobre por quem a vítima foi atingida. O homem foi socorrido no SPA Danilo Corrêa e ainda não há atualização sobre o estado de saúde.

Veja vídeo:

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS