9 agosto 2022 7:27
9 agosto 2022 7:27

TRAGÉDIA: Policial Militar mata oito pessoas, sendo seis da mesma família, deixa áudio pedindo desculpa e depois comete suicídio

O soldado não tinha histórico de problemas psicológicos

Por redação ecos da notícia

- Publicidade -

O policial militar Fábio Júnior Garcia de 37 anos, matou oito pessoas, sendo seis da família dele, e ainda mandou um áudio pedindo desculpas, logo em seguida se matou.

Fábio Júnior, policial militar, autor da tragédia que vitimou 8 pessoas, seguida de suicídio. Foto: Arquivo retirada da Internet.

O crime aconteceu na cidade de Toledo e Céu Azul, todas na região Oeste do Paraná, na madrugada desta desta sexta,15. Entre as vítimas estão três crianças e um adolescente. O militar matou a mãe, o irmão, dois filhos, a enteada, a esposa e dois desconhecidos que passavam no local no momento do ataque. As informações são confirmadas pelas Polícias Civil e Militar.

Fábio trabalhava no 19° Batalhão de Polícia Militar, e estava na corporação há 12 anos. No dia dos crimes, o agente trabalhou normalmente durante seu plantão. O Comandante-Geral da PMPR, Coronel Hudson Leôncio Teixeira, disse que esses crimes já tinha um planejamento. O soldado deixou o serviço por voltas das 19h, e as 23h fez uma ligação para o cunhado, e logo em seguida cometeu os crimes. Segundo Teixeira, o motivo seria o fato de Fabiano não aceitar o fim do relacionamento.

Viaturas e Equipe do IML, em procedimento de remoção dos corpos das vítimas da tragédia. Foto Arquivo retirada da Internet.

Presume-se que o militar, primeiro matou a tiros Kassiele e Amanda dentro de casa. Depois ele foi para a casa da mãe, Irene Garcia, onde a matou a facadas e, com arma de fogo, matou o irmão Claudiomiro. Nas proximidades do imóvel, matou dois pedestres: Kaio Felipe Siqueira da Silva e Luiz Carlos Becker.

Em seguida, foi para a cidade Céu Azul, onde os outros dois filhos, Miguel e Kamili, estavam na casa de tios e os matou a tiros.

O próximo passo foi voltar para casa onde morava com a mulher, mas não chegou a sair do carro, pois cometeu suicídio. O corpo do soldado foi encontrado dentro do seu carro, um Astra, de cor branca.

Em nota a Polícia Militar informou que o policial não tinha histórico que pudesse indicar problemas psicológicos e lamentou o crime praticado pelo soldado.

Ouça o áudio:

 

As vítimas são:

Kassiele Moreira Mendes Garcia, esposa, 28 anos.

Miguel Augusto da Silva Garcia, filho, 4 anos.

Kamili Rafaela da Silva Garcia, filha, de 9 anos.

Amanda Mendes Garcia, enteada, de 12 anos.

Irene Garcia, mãe, 78 anos.

Claudiomiro Garcia, irmão, 50 anos.

Kaio Felipe Siqueira da Silva, desconhecido do PM, 17 anos.

Luiz Carlos Becker, desconhecido do PM, 19 anos.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS