7 agosto 2022 7:05
7 agosto 2022 7:05

SBT decide demitir apresentador que vazou gravidez de Klara Castanho

Por Redação Ecos da Notícia

- Publicidade -

O jornalista Matheus Baldi foi demitido pelo SBT na tarde desta sexta (15): dois meses depois de ter sido efetivado no time de apresentadores do Fofocalizando, ele foi dispensado pela emissora assim que chegou para trabalhar e sequer chegou a entrar no ar. Oficialmente, a emissora diz que a sua dispensa faz parte de uma readequação do formato, que teve o seu espaço reduzido por uma ordem direta de Silvio Santos. Nos bastidores, no entanto, o corte é atribuído a uma contenção de custos promovida em virtude de uma queda nas receitas do programa.

Antes de ser oficialmente contratado para integrar o time de apresentadores do programa de fofocas, em maio deste ano, Baldi já fazia participações esporádicas no formato. Bem avaliado pela diretoria da emissora e visto com potencial para oxigenar a atração, que deixou de ter notícias exclusivas desde a saída de Leo Dias, o jornalista acabou sendo efetivado rapidamente, dividindo o comando do vespertino com Chris Flores, Gabriel Cartolano, Gaby Cabrini e Flor Fernandez. No entanto, ele perdeu prestígio com os executivos após o escândalo envolvendo Klara Castanho.

Apontado pelo Fantástico como um dos responsáveis por ter vazado a gravidez da atriz, vítima de violência sexual, Baldi chegou a ser publicamente repreendido por Chris Flores durante uma das edições do Fofocalizando. Desde então, ele perdeu espaço na atração e passou a ser tolhido pelos diretores do SBT, receosos de que o programa — que não falou sobre a gravidez antes da artista divulgar o texto em que revelou ter sido vítima de estupro — fosse prejudicado por conta da conduta do jornalista em seus outros empregos.

O clima nos bastidores da revista eletrônica não foi mais o mesmo desde então: a reportagem do TV Pop apurou que apesar de nenhum dos demais apresentadores ter cortado relações com o colega, a química que existia entre os cinco integrantes do programa diminuiu drasticamente desde o episódio. Longe das câmeras, a relação passou a ser estritamente profissional. Consultadas, fontes da alta cúpula do SBT asseguram que o envolvimento de Matheus Baldi no escândalo de Klara Castanho contribuiu para que ele fosse o nome cortado no processo de contenção de custos.

Em suas redes sociais, Baldi confirmou que foi demitido pela emissora de Silvio Santos. “Eu não estava no Fofocalizando hoje porque eu cheguei lá, conversei com o diretor do Fofocalizando e ele me explicou que quando eu fui contratado, o programa tinha 1h40min. Eu era o integrante mais novo do programa. Depois de algum tempo, esse tempo foi reduzido. Agora, com uma hora, eram muitos participantes para esse tempo de duração. Então, foi necessário fazer esse ajuste. Não teve nada mais do que isso. Sou muito grato ao SBT e o programa é incrível”, disse ele.

Fonte: TVPOP

ÚLTIMAS