11 agosto 2022 3:51
11 agosto 2022 3:51

Pelo menos 15 pessoas morreram após as inundações no Kentucky e número pode aumentar

Governador Andy Beshear disse que o estado "nunca viu algo parecido" com as chuvas que atingem a região.

Por Redação Ecos da notícia

- Publicidade -

Pelo menos 15 pessoas morreram após inundações catastróficas em Kentucky, disse o governador Andy Beshear nesta sexta-feira (29). Esse número deve dobrar, disse ele, e incluirá crianças.

“Haverá várias famílias que perdemos”, disse Beshear a Brianna Keilar. “Crianças que não terão a oportunidade de crescer e experimentar o tanto que nós temos.”

“Isso é tão mortal, e atingiu tão forte, e atingiu no meio da noite”, disse o governador, acrescentando que, embora o leste de Kentucky frequentemente inunde, “nunca vimos algo dessa proporção”.

Equipes de resgate estão trabalhando 24 horas por dia para alcançar áreas de difícil acesso devido às inundações que varreram a área após fortes chuvas de quarta-feira (27) à noite de quinta-feira (28).

As águas da enchente arrastaram pontes, cortaram a energia e fizeram alguns moradores correrem para os telhados enquanto a água jorrava em suas casas.

As casas e os carros de algumas famílias ficaram submersos ou completamente varridos pelas enchentes, agravadas por riachos e terrenos já encharcados pelas chuvas em curso.

Beshear alertou na quinta-feira que a destruição está longe de terminar, já que mais chuvas são esperadas na sexta-feira. O leste de Kentucky tem um risco leve a moderado de inundações repentinas até a noite desta sexta-feira, já que são possíveis 25,4 a 76 milímetros adicionais ao longo do dia, de acordo com o Weather Prediction Center.

Um homem e uma mulher idosos morreram após serem varridos de suas casas na comunidade Oneida, perto de Manchester, Kentucky, de acordo com o legista do condado de Clay, Jarrod Becknell. O homem tinha 76 anos e a mulher estava no final dos 60 ou início dos 70, disse o vice-legista Joe Crockett.

Não está claro se as duas mortes estão incluídas no número estadual que Beshear anunciou.

Na noite de quinta-feira, as autoridades do Kentucky recomendaram que as pessoas evacuassem as casas e empresas na planície de inundação do lago Panbowl em Jackson, citando o aumento do nível da água do rio Kentucky e uma “descarga lamacenta” vista perto da barragem do lago. Uma parte da Kentucky Route 15 também foi fechada na noite de quinta-feira.

Partes da Virgínia Ocidental também sofreram graves inundações na quinta-feira e devem receber mais chuvas na sexta-feira. O governador da Virgínia, Glenn Youngkin, emitiu uma declaração de emergência em todo o estado, e o governador da Virgínia Ocidental, Jim Justice, declarou estado de emergência para os condados de Fayette, Greenbrier, Logan, McDowell, Mingo e Wyoming, de acordo com comunicados de imprensa dos gabinetes dos governadores.

Grande parte da Virgínia Ocidental está em risco moderado de inundações repentinas nesta sexta-feira, de acordo com o Centro de Previsão do Tempo.

A região sudoeste da Virgínia também corre o risco de inundar na sexta-feira com possibilidade de chuva de 2 a 5 centímetros, e potencialmente mais em algumas áreas locais, de acordo com o Serviço Nacional de Meteorologia em Blacksburg, Virgínia.

Em um briefing na Casa Branca na quinta-feira, a secretária de imprensa Karine Jean-Pierre disse a repórteres que Deanne Criswell, administradora da Agência Federal de Gerenciamento de Emergências (Fema), viajará para Kentucky na sexta-feira para avaliar os danos e relatar ao presidente Joe Biden.

A Fema também enviou equipes de resgate e uma equipe de assistência de gerenciamento de incidentes para ajudar nos esforços de resgate do estado, disse ela.

Beshear enviou um pedido direto a Biden solicitando assistência federal para o leste de Kentucky, disse o governador em um tweet.

Fonte/ CNN BRASIL

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS