17 agosto 2022 3:13
17 agosto 2022 3:13

Pai é suspeito de estuprar e engravidar a própria filha após escola desconfiar da ausência da menina nas aulas

Segundo a Polícia Civil, os abusos ocorreram entre dezembro de 2021 e janeiro de 2022. Homem está foragido desde o início de junho.

Por G1 Goiás

- Publicidade -

Um homem de 48 anos é suspeito de estuprar e engravidar a própria filha, em Santa Rosa de Goiás, no centro do estado. De acordo com a Polícia Civil, as autoridades souberam do caso após a escola denunciar a evasão escolar da adolescente ao Conselho Tutelar.

O homem está foragido da polícia pelo crime de estupro de vulnerável desde o dia 7 de junho. O g1 não conseguiu localizar sua defesa para um posicionamento sobre o caso até a última atualização desta reportagem.

O delegado responsável pelo caso, Kahlil Souto, explicou que os abusos ocorreram entre dezembro de 2021 e janeiro de 2022, quando o suspeito ficava a sós com a vítima em casa.

No entanto, o Conselho Tutelar só tomou conhecimento do caso no começo de junho, quando foram acionados porque a menor de idade não estava frequentando a escola.

“Ela não ia à escola desde fevereiro. O Conselho Tutelar compareceu à casa e lá o susposto autor do crime impediu o conselho de ter acesso à criança”, narrou Kahlil.

A polícia ainda explica que, de início, os familiares da adolescente disseram que ela estava grávida de um primo dela também adolescente e que a menina não estava indo para a escola por vergonha do ocorrido.

“O conselho levou ela para fazer exames de pré-natal, já que não havia sido feito exame nenhum, e de imediato ele se evadiu. A polícia representou pela prisão preventiva dele e ele segue foragido”, explicou o delegado.

Ainda de acordo com a polícia, os familiares da adolescente já foram ouvidos e caso seja comprovado que eles, de alguma forma, acobertaram os abusos, também poderão responder criminalmente. A polícia ainda aguarda os resultados dos exames de DNA.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS