8 agosto 2022 4:36
8 agosto 2022 4:36

Nova presidente da Caixa diz que afastou funcionários do gabinete de Pedro Guimarães

Por Yahoo notícias

- Publicidade -

A nova presidente da Caixa Econômica Federal, Daniella Marques, anunciou no seu primeiro dia de trabalho à frente do banco, nesta segunda-feira, o afastamento de um grupo de pessoas ligadas diretamente ao ex-presidente Pedro Guimarães. São pessoas com cargo de confiança, como chefia de gabinete e cinco consultores “estratégicos”.

Em entrevista à Globo News, ela informou também que tomou a decisão de afastar o vice-presidente de Logística e Operações, Antonio Carlos de Souza.

— Tinha um grupo de pessoas com cargo de confiança, ligadas ao gabinete, chefe de gabinete. Pessoas que não conheço, não julgo — explicou a nova presidente da Caixa.

Na sexta-feira, foi afastado o vice-presidente de Negócios de Atacado, Celso Leonardo Barbosa. Ele entregou uma carta renúncia, após o afastamento de Pedro Guimarães, acusado de assédio sexual contra mulheres no banco.

Celso também é citado nas denúncias que estão sendo apuradas pelo Ministério Público Federal. Já Antônio Carlos é citado por testemunha por assédio moral.

— Tenho que me comprometer que vai ser apurado com rigor, responsabilidade — completou.

Daniella anunciou também os primeiros nomes da sua equipe: Danielle Calazans, secretária de Gestão Corporativa do Ministério da Economia, Alexandre Mota, dirigente da Empresa Gestora de Ativos (Emgea) e Caroline Busatto, que exercia função na Secretaria de Produtividade e Competitividade do Ministério da Economia.

Guimarães deixou o cargo na semana passada, após se tornarem públicas denúncias de funcionárias do banco, que relataram ter sofrido do ex-presidente abordagens que configuram assédio sexual e moral. Ele nega as acusações.

O Ministério Pública Federal (MPF) e o Ministério Público do Trabalho (MPT) investigam o caso. O Tribunal de Contas da União (TCU) também abriu processo para apurar a conduta do ex-presidente e os mecanismos de combate e prevenção ao assédio dentro do banco.

Daniella Marques disse que tomará o cuidado de não expor as pessoas que estão sendo afastadas por suspeita de envolvimento no escândalo.

— A gente não tem intenção de perseguir ninguém e de proteger ninguém — afirmou.

Ela lembrou que até o fim desta semana a Caixa divulgará o nome da empresa que será contratada para auxiliar nas investigações. A decisão de contratar uma auditoria externa foi aprovada pelo conselho de administração na Caixa, na sexta-feira.

Durante a reunião, Marques assinou o termo de posse. Nesta segunda-feira, no horário da abertura das agências, ela reuniu os funcionários da Caixa.

ÚLTIMAS