10 agosto 2022 2:44
10 agosto 2022 2:44

NÃO RESISTIU: Homem que agrediu irmão cadeirante, ameaçou policiais e levou um tiro, foi a óbito no Pronto Socorro de Rio Branco

Antônio levou um tiro no abdômen que atingiu o fígado.

Por Angélica Florêncio, da Redação Ecos da Notícia

- Publicidade -

O dependente químico Antônio Bezerra Rodrigues, 32 anos, que agrediu e ameaçou o irmão cadeirante com uma arma de fabricação caseira na manhã de terça-feira (19), no bairro Montanhês, não resistiu os ferimentos e morreu na sala de cirurgia do Pronto Socorro do Hospital de Urgência e Emergência de Rio Branco (Huerb). A morte foi confirmada na manhã de quarta-feira, 20.

Segundo o médico Tony Castro que coordenou todo o atendimento do paciente, Rodrigues já chegou entubado e em estado gravíssimo na unidade de saúde.

Em seguida foi levado para passar por um processo cirúrgico para retirada do projétil, mas não resistiu e morreu antes mesmo da realização da cirugia.

Antônio foi atingido por um disparo de arma de fogo no abdômen que transfixou seu corpo. O tiro foi efetuado por um policial militar que estava na equipe que atendeu a ocorrência. Os militares após serem ameaçados pelo homem, reagiram e balearam Rodrigues.

O caso será investigado pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). A polícia quer saber porque o homem invadiu a casa do irmão cadeirante e tentou agredi-lo.

Relembre o caso:

COVARDIA: Homem agride irmão cadeirante e é baleado ao ameaçar a guarnição da Polícia Militar

 

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS