16 agosto 2022 1:14
16 agosto 2022 1:14

Na estreia de Cebolinha, Flamengo goleia o Juventude 

Por Redação Ecos da Notícia

- Publicidade -

Casa cheia, estreia de um dos principais reforços da sequência da temporada e goleada. A noite de quarta-feira (20/7) do torcedor do Flamengo no Estádio Nacional Mané Garrincha, em Brasília, foi completa. Na segunda partida em sequência na capital federal, o rubro-negro se inflamou com o apoio de mais de 65 mil torcedores nas arquibancadas e goleou o Juventude, por 4 x 0, com dois gols de Pedro e uma assistência do estreante Everton Cebolinha.

Com uma postura de apoio incondicional, os torcedores do Flamengo empurraram o time para frente desde os primeiros minutos. O apoio fez brilhar a estrela do atacante Pedro. Em jogadas semelhantes, ele fez dois em pouco tempo para o time carioca. Everton Ribeiro ampliou ainda na etapa inicial. Com um a mais durante toda a segunda etapa, o rubro-negro seguiu em cima nos 45 minutos finais, já com Cebolinha em campo. O atacante não marcou por pouco, mas deu uma assistência para Lázaro fechar o placar.

Três no primeiro tempo

O jogo começou a todo vapor, com o Flamengo conseguindo atravessar a linha de fundo e Juventude enfrentando problemas na sua defesa. O primeiro brilho no olhar dos flamenguistas foi causado por Pedro. Arrascaeta serviu o atacante pela direita e, de cabeça, ele sacudiu as redes com cinco minutos. Em outra tentativa, Gabi, de volta ao time após suspensão, caiu na área e o árbitro mandou a partida continuar. Na defesa, David Luiz estava focado em tirar a bola por completo do time gaúcho.

Logo depois, o Juventude teve o seu primeiro chute perigoso, mas o goleiro Santos conseguiu segurar. Aberto na defesa, o time gaúcho sofreu outros dois gols. Pedro, aos 12, quebrou completamente o jejum na cidade e conseguiu marcar mais um. Com triangulação, o Flamengo ampliou. Aos 17 de partida, o campo virou um lar de domínio rubro-negro. Com dificuldade total de marcação por parte dos gaúchos, de novo pela direita, mais um dos cariocas, agora com gol de Everton Ribeiro: 3 x 0.

Nas cordas com os três gols sofridos, o time do técnico Umberto fez algumas alterações em sua equipe, o que fez o Juventude segurar um pouco as rédeas. Logo na sequência, os gaúchos forçaram Santos a trabalhar outra vez. Porém, o estresse começou a aparecer e Ricardo Bueno recebeu o primeiro cartão amarelo do jogo por reclamar com o juiz. Como foi o terceiro, o atacante está fora do jogo contra o Ceará.

O Fla estava insaciável e, em menos de dois minutos, houveram três tentativas de gol, ambas não aproveitadas. A situação dos jaconeiros piorou de vez quando Jadson fez falta em Gabi, recebeu o vermelho e deixou o prejuízo para o segundo tempo. David Luiz cobrou, mas sem sucesso. Seguindo seu estilo provocativo, o camisa nove mandou “beijinhos” para o volante do Juventude. Controlando o tempo, o rubro-negro apenas tocou a bola até o fim do primeiro tempo.

Cebolinha estreia com assistência

tanto esperava. Nos primeiros minutos vestindo rubro-negro, o atacante demorou para encaixar as movimentações. Aos poucos, foi se enturmando, principalmente em jogadas com o Vitinho. Entretanto, nenhuma teve como resultado uma finalização. Outra coisa que mudou de uma partida para a outra foi a mudança de postura por parte da torcida rubro-negra, eles apoiaram Vitinho em vez de vaiarem como no jogo contra o Coritiba.

Com um a mais, o Flamengo continuou a pressionar, mas o time do sul teve uma melhora no sistema defensivo. Gabriel foi travado na sua primeira tentativa de gol. Na segunda, chutou direto para as mãos do goleiro César. Para os gaúchos, ainda faltava avançar. Até os oito minutos, os visitantes tiveram apenas duas tentativas de gol, enquanto a turma do Dorival tinha mais da metade de tentativas. Aos 22, mesmo com todo apoio da torcida, não chegou a hora de Vitinho se reconciliar. Ele lança para fora uma das melhores oportunidades após passe de Gabigol.

Com o volume de jogo rubro-negro, César fez outras defesas importantes. Em uma delas, pegou chute de Everton Ribeiro. Com as arquibancadas incendiadas, o Fla continuava empurrando o Juventude para o campo de defesa. Cebolinha tentou. Mas viu Fóster tirar em cima da linha e impedir o gol na estreia. Na sequência, o camisa 19 deu assistência para Lazáro e saiu o 4° gol, mais um de cabeça. Em meio a vibração, os flamenguistas levaram um susto com uma chegada do Juventude, mas David Luiz, com um ótimo rendimento durante o jogo, tirou de um cruzamento e manteve o 4 x 0 no placar.

O que vem por aí

Após os dois jogos seguidos como mandante no Estádio Nacional Mané Garrincha, o Flamengo volta a atuar como visitante na Série A do Campeonato Brasileiro. Na matinê de domingo (24/7), o time rubro-negro vai até o Estádio da Ressacada, em Florianópolis, medir forças com o Avaí, às 11h. A volta ao Maracanã, no Rio de Janeiro, está prevista para quarta-feira (27/7), quando o time carioca abre as quartas de final da Copa do Brasil contra o Juventude.

Fonte: Correio Braziliense 

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS