13 agosto 2022 4:22
13 agosto 2022 4:22

Imprensa portuguesa repercute denúncia de racismo de Giovanna Ewbank

Atriz se revoltou contra ofensas sofridas pelos filhos que tem com Bruno Gagliasso

Por Redação Ecos da Notícia

- Publicidade -

A denúncia de racismo feita pela atriz e apresentadora Giovanna Ewbank neste sábado, em uma praia de Portugal, repercutiu na imprensa local. O caso foi noticiado pelos principais veículos de mídia portugueses.

Giovanna se revoltou contra ofensas sofridas por seus filhos e discutiu com uma mulher, que teria dito para “tirar aqueles pretos imundos dali”, referindo-se a Títi e Bless. Nervosa, a atriz reagiu cuspindo e batendo na cara da mulher, conforme confirmado pela própria.

Jornal mais antigo em circulação em Portugal, o Diário de Notícias publicou o vídeo no qual Giovanna discute com a mulher, no restaurante de praia Clássico Beach Club, na Costa de Caparica. A publicação destaca que é possível ouvir a brasileira dizendo “racista nojenta” para a agressora.

O Público destacou que a mulher acusada por Giovanna foi presa. Mas a detenção ocorreu pelo fato da ofensora ter dito “injúrias” aos agentes da Guarda Nacional Republicana (GNR) que foram chamados ao local.

De acordo com o Público, a Divisão de Comunicação e Relações Públicas da GNR informou que a mulher estava alcoolizada no momento da detenção e já foi libertada.

A TSF Rádio Notícias noticiou o caso e informou que a atriz brasileira e o seu marido, o ator Bruno Gagliasso, vão apresentar queixa às autoridades locais.

Já a reportagem do portal NIT diz que Giovanna foi filmada “visivelmente alterada” discutindo com uma mulher.

Procurada pelo GLOBO, Giovanna desabafou:

– Vamos passar por cima dos racistas.

Giovanna registrou o momento em que a mulher foi detida pela polícia em vídeo a que o GLOBO teve acesso.

Em nota, a assessoria do casal enviou ao GLOBO a seguinte nota detalhando o ocorrido:

“Comunicamos que os filhos do casal Giovanna Ewbank e Bruno Gagliasso foram vítimas de racismo no restaurante Clássico Beach Club, na Costa da Caparica, em Portugal, neste sábado, dia 30 de julho, onde a família passa férias. Uma mulher branca, que passava na frente do restaurante, xingou, deliberadamente, não só Títi e Bless, mas também a uma família de turistas Angolanos que estavam no local – cerca de 15 pessoas negras. A criminosa pedia que eles saíssem do restaurante e voltassem para a África, entre outros absurdos proferidos às crianças, tais quais “pretos imundos”.

Confirmamos, conforme vídeos que já circulam no Brasil, que Giovanna reagiu e enfrentou a mulher, enquanto Bruno Gagliasso, seu marido, chamou a polícia. A mulher foi levada, escoltada e presa.

Informamos ainda que Bruno Gagliasso e Giovanna Ewbank prestarão queixa contra a racista formalmente na delegacia portuguesa.

A Trigo Casa de Comunicação lamenta as agressões sofridas por Títi, Bless e os turistas angolanos e apoia integralmente as ações tomadas por Giovanna e Bruno. Racismo é crime”.

Fonte: Agência O Globo

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS