13 agosto 2022 5:33
13 agosto 2022 5:33

Governo fecha contrato milionário com empresa para disparo de mensagens; oposição alega propaganda eleitoral para Bolsonaro

Senadores pedem que o TCU audite possível desvio de finalidade e abuso do poder econômico no contrato de R$ 84,2 milhões para o disparo de 2 bilhões de mensagens

Por Brasil 247

- Publicidade -

O senador Jean Paul Prates (PT-RN), líder da minoria no Senado, quer que o Tribunal de Contas da União (TCU) investigue a contratação, pelo Ministério da Economia, de uma empresa de tecnologia para disparar 2 bilhões de mensagens do governo para celulares.

Na representação apresentada ao TCU, os senadores do PT, Rede e PROS, que assinam o documento, alegam que o contrato de R$ 84,2 milhões com a empresa TServcom Tecnologia servirá para propaganda eleitoral de Jair Bolsonaro, que busca a reeleição em outubro.

“Essa ‘pedalada eleitoral’ dos SMS beira o absurdo. Não pode o governo usar sua estrutura e recursos públicos para favorecer um candidato”,  disse Jean Paul Prates.

 

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS