8 agosto 2022 4:54
8 agosto 2022 4:54

Governo do Acre determina investigação sobre vilipêndio à estatua de Chico Mendes no centro de Rio Branco

Investigações serão comandadas pela Polícia Civil com uso de perícia especializada em busca de digitais dos criminosos, diz nota pública

Por Tião Maia, da Redação do Ecos da Notícia

- Publicidade -

O vilipêndio à estatua do sindicalista Chico Mendes, na Praça “Povos da Floresta”, no centro de Rio Branco, Acre, provavelmente no último final de semana e por vândalos de caráter ideológico que teriam o propósito de destruir a memória do mártir do movimento ambiental internacional,será investigado pela Polícia Civil do Estado. Com o uso de perícia e outras modernas técnicas de investigação, a Polícia Civil espera chegar às digitais e à identidade de quem vilipendiou a estátua.

Este foi o segundo ataque à estátua. No primeiro, a estátua que representa o menino Sandino Mendes, filho de Chico mendes, desapareceu.

A informação sobre as investigações consta de Nota Pública emitida pelo Governo do Estado do Acre no início da noite desta segunda-feira (4). Diz a nota:

“Nas primeiras horas de sábado, 2, a Polícia Civil do Acre, ao tomar conhecimento do crime praticado contra o patrimônio público que envolveu a estátua de Chico Mendes, [o Governo do Estado] tomou as devidas providências legais que tocam o caso, com procedimento investigatório e perícia no local”.

Nota pública também acrescenta: “Vale ressaltar que, imediatamente, uma equipe esteve no local do crime, realizando perícia técnica e dando início às diligências no sentido de identificar o(s) autor(es) da prática delituosa”.

“Ressalte-se ainda que mesmo as praças não sendo responsabilidade do Estado, a Secretaria de Infraestrutura (Seinfra) iniciou nesta segunda-feira, 4, o trabalho de recuperação da estátua e do memorial e o serviço de base em alvenaria deve ser concluído até sexta-feira.
Governo do Estado do Acre”.

ÚLTIMAS