17 agosto 2022 2:22
17 agosto 2022 2:22

Filhos de Ewbank e Gagliasso sofrem racismo; atriz reage com tapas e cuspe

Por Colunista do UOL e de Splash, no Rio

- Publicidade -

Os filhos de Giovanna Ewbank e Bruno Gagliasso, Titi e Bless, foram, segundo os artistas, vítimas de racismo hoje em um restaurante em Portugal, onde a família passa férias. Em um vídeo que circula nas redes sociais, a atriz chama uma mulher loira, que aparece de costas nas imagens, de “racista nojenta”.

Esta coluna de Splash apurou que Giovanna Ewbank deu dois tapas e cuspiu no rosto da mulher. Nas imagens que circulam nas redes sociais, é possível ouvir a atriz dizendo que a agressora merece “socos e porradas”. As imagens foram gravadas logo após a artista ter dado os tapas na mulher e, portanto, esse momento não foi registrado, assim como as ofensas que teriam sido proferidas às crianças, de 9 e 7 anos. Os dois nasceram no Malawi.

Bruno Gagliasso chamou a polícia local enquanto Giovanna enfrentava a mulher, que ainda não teve o nome nem a nacionalidade divulgados. Ela foi detida pela polícia na sequência. Splash teve acesso ao vídeo com exclusividade, em que policiais conduzem a mulher, acompanhados por Gagliasso.

A coluna também apurou que angolanos que estavam no local, e também foram xingados pela mulher, agradeceram o casal pela atitude.

A assessoria de imprensa do casal enviou um comunicado a esta coluna de Splash explicando o ocorrido.

“Comunicamos que os filhos do casal Giovanna Ewbank e Bruno Gagliasso foram vítimas de racismo no restaurante Clássico Beach Club, na Costa da Caparica, em Portugal, neste sábado, dia 30 de julho, onde a família passa férias.

Uma mulher branca, que passava na frente do restaurante, xingou, deliberadamente, não só Títi e Bless, mas também a uma família de turistas angolanos que estavam no local – cerca de 15 pessoas negras. A criminosa pedia que eles saíssem do restaurante e voltassem para a África, entre outros absurdos proferidos às crianças, tais quais ‘pretos imundos’.

Confirmamos, conforme vídeos que já circulam no Brasil, que Giovanna reagiu e enfrentou a mulher, enquanto Bruno Gagliasso, seu marido, chamou a polícia. A mulher foi levada escoltada e presa.

Informamos ainda que Bruno Gagliasso e Giovanna Ewbank prestarão queixa contra a racista formalmente na delegacia portuguesa.

A Trigo Casa de Comunicação lamenta as agressões sofridas por Títi, Bless e os turistas angolanos e apoia integralmente as ações tomadas por Giovanna e Bruno. Racismo é crime.”

O vídeo foi publicado em primeira mão pelo jornalista Leo Dias do “Metrópoles”.

 

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS