18 agosto 2022 8:03
18 agosto 2022 8:03

Bolsonaro: ‘Amanhã falarei com Zelenski e darei minha opinião se pedir, mas não pode vazar’

Por Redação Ecos da Notícia

- Publicidade -

O presidente Jair Bolsonaro disse neste domingo, 17, que receberá uma ligação do presidente da Ucrânia, Volodmir Zelenski, nesta segunda-feira, 18, mas não disse sobre quais assuntos os dois devem tratar. De acordo com ele, suas propostas serão feitas de acordo com o que Zelenski lhe disser.

“Amanhã eu recebo uma ligação do Zelenski, ele quer falar comigo. O que eu posso adiantar pra vocês, por telefone vai estar eu, o ministro e intérprete, mais ninguém”, afirmou ele, em entrevista concedida do lado de fora do Palácio da Alvorada, em Brasília. Bolsonaro não disse qual ministro acompanhará a conversa.

Bolsonaro afirmou que vai dar opinião caso o ucraniano peça. “Eu não sei o que ele vai falar comigo, o Zelenski né, mas eu pretendo falar pra ele o que eu acho, se ele perguntar pra mim alguma coisa, de onde podemos colaborar, eu vou dar a minha opinião, só vou dar se ele pedir”, comentou.

O presidente disse ainda que a conversa é segredo de Estado e que seu teor não pode vazar, assim como o da conversa que teve com o presidente russo, Vladimir Putin, para tratar sobre a compra de fertilizantes pelo Brasil. Ele não disse o que deve falar a Zelenski sobre a guerra com a Rússia.

Em relação a outro produto, o diesel, Bolsonaro disse que está em conversas avançadas com a Rússia para o fornecimento por um preço mais baixo. “Quantos por cento eu não sei. Quanto mais barato, melhor.”

Ao tratar do assunto, Bolsonaro sugeriu que o Preço de Paridade Internacional (PPI), praticado pela Petrobras e que alinha os preços de combustíveis no mercado interno aos valores internacionais, não obriga a realização de reajustes.

Ele falou ainda da troca de comando na estatal. “Trocamos o presidente da Petrobras, e ele pretende obviamente trocar o conselho e algumas diretorias. Colocar algumas pessoas mais alinhadas com ele”, comentou.

O PPI foi criado no governo de Michel Temer (MDB), em 2016, e é praticado desde então, com mudanças nas janelas de reajuste pela estatal. “Dá uma estudada o que é PPI, vê se é isso mesmo que acontecia até pouco tempo, se a PPI era obrigatória, se tem que mudar o preço tão logo suba o Brent, o preço do diesel, o valor do dólar aqui dentro”, afirmou Bolsonaro.

Segundo o presidente, a Petrobras pode dar lucro, mas os ganhos atuais seriam excessivos. “Não há interferência minha em nada no tocante a isso, mas as petroleiras do mundo todo resolveram revisar política de preços para ajudar os seus países”, disse.

Fonte: Estadão

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS