10 agosto 2022 12:43
10 agosto 2022 12:43

Beth Goulart relata último encontro com Nicette e livro sobre a mãe

A atriz e cantora lança o livro Viver é uma Arte: Transformando a Dor em Palavras, onde fala sobre a mãe e a fé para superar o luto

Por Redação Ecos da Notícia

- Publicidade -

Em 20 de dezembro de 2020, a Covid-19 fazia mais uma vítima, Nicette Xavier Miessa, conhecida pelos noveleiros como Nicette Bruno. A atriz sucumbiu à doença após um período internada em hospital do Rio de Janeiro, onde lutou contra o vírus que matou mais de 600 mil pessoas no Brasil. Agora, Beth Goulart decidiu homenagear a mãe com o que ela mais amava: a arte.

A filha do meio dos ícones da TV brasileira, Paulo e Nicette, lança o livro Viver é uma Arte: Transformando a Dor em Palavras. A obra, que começou a ser planejada em parceria com a mãe da artista, se transformou em homenagem que exalta o legado da veterana para a posteridade.

Nos planos de Nicette e Beth, elas contariam um pouco de suas histórias, de suas filosofias e percepções sobre a vida, os momentos inesquecíveis de cumplicidade entre elas. Beth, a narradora, e Nicette, tecendo comentários. Em páginas onde começaram contando o processo para superar a morte do ator Paulo Goulart, morto em 2014.

Em conversa com o Metrópoles, Beth Goulart contou sobre o momento no qual a mãe pegou a Covid-19 e como foi o seu último encontro com a eterna Dona Benta, de Sítio do Pica-Pau Amarelo. A atriz também deixou claro que sua ideia com o livro é ajudar pessoas que passaram pela mesma situação de luto durante a pandemia.

A última comunicação que tivemos com ela foi por telefone. Ela não conseguia falar muito, mas nós [eu e meus irmãos] falamos ‘mãe, está tudo certo, estamos com você’. Nós conseguimos nos despedir dela, sem consciência, claro, mas nós nos vestimos de astronauta. Uma amiga falou: ‘Beth, se veste de astronauta, vai lá ver sua mãe’. E eu falei: ‘Tem razão, dr. Bruno [médico de Nicette] eu quero ver minha mãe‘”, disse a atriz.

“Eu e meus irmãos conseguimos ter um momento com ela, de oração, de muita gratidão, de muito amor, passar para ela ‘mãe, se é seu momento de libertação do corpo físico, que a senhora receba no seu espírito todo o nosso amor, nossa gratidão, toda nossa vontade de que a senhora fique bem. Nós vamos ficar bem. E isso foi um dia ou dois antes dela partir”.

Beth Goulart

Assista a entrevista completa com Beth Goulart:

Fonte: Metrópoles

 

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS