17 agosto 2022 11:17
17 agosto 2022 11:17

Atlético-MG empata com o São Paulo no Mineirão e segue em 3º no Brasileiro

Com empate sem gols, Galo perde chance de igualar pontuação do líder Palmeiras.

Por Redação Ecos da notícia

- Publicidade -

A ascensão do Atlético-MG no Campeonato Brasileiro foi freada pelo São Paulo. Até então embalado por três vitórias consecutivas na competição, o Galo não conseguiu sair do 0 a 0 com a equipe paulista, neste domingo (10), em partida válida pela 16ª rodada, disputada no Mineirão.

A igualdade leva o Atlético-MG aos 28 pontos, à terceira posição, atrás do Corinthians, o segundo colocado, com 29, e do Palmeiras, o líder, com 30. Já o São Paulo, que vem mais atrás, está com 23, mas pode comemorar o resultado, especialmente pelo excesso de desfalques que teve em Belo Horizonte.

O empate sem gols foi acompanhado por 52.636 torcedores no Mineirão, ficando marcado pela solidez defensiva do São Paulo e pela pouca inspiração do Galo no ataque. O time mineiro também reclamou do árbitro Anderson Daronco, por lances em que, na sua visão, deveriam ter sido marcado pênaltis no fim do segundo tempo. E o atacante Hulk disse ter sido ameaçado pelo juiz ao fim do jogo.

“Saio muito chateado com o Daronco, tenho muito respeito por ele e por todos os árbitros brasileiros. Mas quando estava acabando o jogo, ele falou: ‘cuidado com o que você vai falar lá fora’. Eu falei: ‘por quê?’ Ele respondeu: ‘porque não é o último jogo que apito de vocês’”, afirmou em declarações à imprensa.

O resultado ampliou séries invictas dos dois times: são nove jogos sem derrotas do Atlético-MG, com cinco vitórias, e seis confrontos do São Paulo sem perder na temporada, com quatro triunfos.

Como foi o jogo

Para o confronto no Mineirão, os times foram a campo com muitas novidades, ainda que por motivos diferentes. No lado do Atlético-MG, às vésperas de um confronto decisivo pela Copa do Brasil contra o Flamengo, o técnico Turco Mohamed optou por rodar o elenco, dando descanso a vários titulares, especialmente da defesa.

Foram os casos de Mariano, Nathan Silva e Arana, substituídos por Guga, Igor Rabello e Rubens. Além disso, Zaracho, recém-recuperado de lesão, fez seu primeiro jogo como titular desde 14 de maio, assim como Allan retornou ao time após cumprir suspensão diante do Emelec.

O São Paulo, que enfrentará o Palmeiras pela Copa do Brasil no meio de semana, precisou se preocupar mais com os desfalques do que em poupar jogadores. Afinal, foram 14. Isso forçou a escalação do jovem Luizão no trio de zagueiros, que também contou com o improvisado Rafinha. E ainda perdeu Reinaldo, machucado, aos 11 minutos.

Ainda assim, o São Paulo fez um primeiro tempo muito competitivo no Mineirão. Com maiores preocupações defensivas, barrou quase todas as ações ofensivas do Atlético-MG. Assim, travado pela marcação adversária, o Galo só conseguiu oferecer algum perigo em tentativas individuais de Hulk.

Além disso, quando saía para o ataque, o São Paulo construiu boas jogadas. E teve as duas principais chances da etapa inicial, ambas com Igor Gomes. A primeira surgiu aos 32 minutos, quando o meia finalizou após passe e arrancada de Wellington, com a bola desviando e assustando Everson. Depois, aos 40, em contra-ataque, Igor Gomes foi acionado por Patrick e bateu à esquerda da meta atleticana.

No início do segundo tempo, o Galo buscou ser mais intenso, tentando se posicionar mais adiantado, além de pressionar a saída de jogo do São Paulo. Porém, continuava esbarrando na atuação segura da defesa adversária. Assim, o time paulista era até mais perigoso quando adiantava a marcação, como aos 24 minutos, quando após roubada de bola na intermediária, Pablo Maia forçou a Everson a fazer defesa em dois tempos, e aos 28, em ação que terminou com um disparo de fora da área de Wellington, que passou perto da meta.

Sem muita inspiração, mas lutando para ampliar a sequência de vitórias no Brasileirão, o Atlético-MG passou a apostar em cruzamentos na parte final do segundo tempo. Teve a sua melhor chance aos 27 minutos, em desvio para fora de Alonso. Também reclamou muito de supostos pênaltis no fim, que não foram marcados por Anderson Daronco. E, assim, não conseguiu sair do 0 a 0 no Mineirão.

Agenda

O Atlético-MG volta a campo na quarta-feira (13), quando visitará o Flamengo, no jogo de volta das oitavas de final da Copa do Brasil, no Maracanã, após triunfo por 2 a 1 no em casa. No dia seguinte, o São Paulo enfrentará o Palmeiras, no Allianz Parque, também pelo torneio mata-mata, depois de triunfo por 1 a 0 no Morumbi. Já no próximo domingo (17), os compromissos vão ser pelo Brasileirão: São Paulo x Fluminense e Botafogo x Atlético-MG.

Fonte/ Portal CNN BRASIL

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS