8 agosto 2022 9:03
8 agosto 2022 9:03

Após flagrante de vizinha, cachorros agredidos com pedaço de pau são resgatados em Rio Branco

Casal e um filhote foram levados para a sede da ONG Patinha Carente, após serem resgatados de uma casa no bairro Placas. Polícia Ambiental recebeu denúncia de maus-tratos e foi até o local checar situação.

Por Redação Ecos da Notícia

- Publicidade -

 

Após o flagrante de maus-tratos, os cachorros agredidos por um homem no bairro Placas, em Rio Branco, foram resgatados nesta segunda-feira (18) pela ONG Patinha Carente e o Batalhão de Policiamento Ambiente (BPA).

Três animais, sendo um macho, uma fêmea e um filhote, foram retirados do local e levados para a sede da ONG. Os animais estavam cheios de pulgas, carrapatos e magros, segundo a organização.

O comandante do BPA, major Kleison Albuquerque, contou que o batalhão recebeu uma denúncia de maus-tratos e uma equipe foi deslocada para atender a ocorrência no local indicado. A presidente da ONG e membro da Comissão de Defesa e Proteção dos Animais da OAB-AC, advogada Vanessa Facundes, foi com a equipe policial e um veterinário.

“O veterinário disse que houve maus-tratos, que a nutrição não estava em dia e a nora do dono deu os cães, falou que os animais eram dela. A guarnição deu apoio para levar os animais para um local. Vai ser feito o boletim de ocorrência, não nos deparamos com a situação dos maus-tratos. Vai ser feito o BO e levado para a delegacia”, complementou.

Cachorros foram resgatados com ajuda da Polícia Ambiental nesta segunda-feira (18) — Foto: Vanessa Facundes/Arquivo pessoal

Entenda o caso:

Homem é flagrado por vizinhos batendo em cachorros com pedaço de pau em Rio Branco

Outros casos

Esse foi o terceiro caso de maus-tratos e agressões a animais registrado na capital acreana em poucos dias.

Na última quarta (13), um torcedor do Flamengo foi denunciado pela ONG Patinha Carente após gravar um vídeo batendo em um galo depois que o time dele derrotou por 2 a 1 o Atlético-MG, que tem como mascote o animal. No mesmo dia, um homem foi flagrado por câmeras de segurança chutando um cachorro ao sair da Urap São Francisco.

Pena aumentada

Sancionada em 2020, a lei 14.064 aumentou a pena para quem maltrata cães e gatos. Quem cometer esse crime será punido com 2 a 5 anos de reclusão, multa e proibição da guarda. Caso o crime resulte na morte do animal, a pena pode ser aumentada em até 1/3.

A referida legislação alterou a lei 9.605, de 1998, que dispõe sobre os crimes contra o meio-ambiente, fauna e flora e prevê pena de detenção de 3 meses a 1 ano e multa, no caso de crime de maus-tratos contra animais.

Fonte: G1ACRE

ÚLTIMAS