7 agosto 2022 12:12
7 agosto 2022 12:12

ALERTA: Psicóloga descreve principais sinais de TDAH em adultos

Por Metrópoles

- Publicidade -

O TDAH (transtorno do déficit de atenção com hiperatividade) é um distúrbio neurobiológico crônico que se caracteriza por desatenção, desassossego e impulsividade. Os sintomas aparecem na infância, mas podem perdurar por toda a vida, se não forem devidamente reconhecidos e tratados.

A psicóloga Lala Fonseca, especialista em terapia comportamental cognitiva, lembra que o paciente com o transtorno deve entender que o problema é consequência do funcionamento de seu cérebro e, portanto, precisa buscar tratamento para aumentar sua qualidade de vida.

Segundo ela, em crianças o TDAH é perceptível na fase da aprendizagem, quando se faz mais evidente. Já em adultos, a dificuldade de atenção se manifesta com uma “enxurrada de pensamentos” ou comportamentos impulsivos, que atrapalham os relacionamentos, a vida profissional e a execução dos projetos de vida.

_“É a caraterística daquela pessoa que começa a fazer uma atividade e, no meio dela, parte para outra. Normalmente faz isso por que sua mente tem dificuldade em manter atenção”, explica Lala._

Saiba comportamentos que podem estar relacionados ao TDAH:

•  Instabilidade profissional;

•  Rendimento abaixo da capacidade intelectual;

•  Falta de foco e atenção;

•  Dificuldade de seguir rotinas;

•  Maior incidência de divórcios e separações conjugais;

•  Maior incidência de acidentes de trânsito;

• vDificuldade de planejamento e execução de tarefas propostas;

•  Maior índice de desemprego;

•  Procrastinação;

•  Ansiedade diante das tarefas não estimulantes;

•  Alterações frequentes de humor;

•  Frequentes esquecimentos, perdas e descuidos para datas e reuniões importantes;

•  Dificuldade para escutar e esperar a sua vez de falar;

•  Frequente busca por novas coisas que o estimulem e intolerância a situações monótonas e repetitivas.

Como é feito o diagnóstico

O diagnóstico é inteiramente clínico, feito por um psiquiatra ou neurologista com base nos sintomas, da mesma maneira que outros problemas, como a síndrome do pânico e a depressão. Não é necessário exame de ressonância, eletroencefalograma ou qualquer outro que avalie características físicas.

Como é o tratamento

Além do tratamento medicamentoso, a terapia comportamental é uma alternativa para tratar o TDAH. O método reforça mudanças e estimula atitudes mais saudáveis, seja na relação com a família ou com os colegas de trabalho.
No tratamento psicológico, as questões do sono são tratadas, além de atividades físicas e alimentação adequada com diminuição do açúcar, produtos industrializados e frituras.

ÚLTIMAS