13 agosto 2022 3:35
13 agosto 2022 3:35

Advogada de brasileira presa na Tailândia também é detida por tráfico

Talita Franco é uma das defensoras de Mary Hellen Coelho Silva, detida em Bangkok por tráfico internacional de drogas

Por BHAS

- Publicidade -

Uma das advogadas responsáveis por defender a mineira Mary Hellen Coelho Silva, condenada na Tailândia por tráfico internacional de drogas, foi detida nesta sexta-feira (15) suspeita de associação para o tráfico, em Pouso Alegre, no Sul do estado. Segundo a Polícia Civil, outros seis mandados de prisão foram cumpridos na chamada operação “Black List”.

As investigações, coordenadas pela Delegacia Adjunta de Entorpecentes, tiveram início há um ano. A prisão de Talita Franco, 30, foi acompanhada por representantes da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil). Ao BHAZ, a entidade informou que “não teve acesso aos autos, apenas acompanhou a diligência”.

Ainda segundo a OAB, em relação à situação profissional de Talita, “todo e qualquer processo disciplinar que porventura possa existir tramita em sigilo” (leia na íntegra abaixo).

‘Tentando entender a situação’

A reportagem também entrou em contato com a defesa de Talita, por meio da advogada Kaelly Cavoli Moreira, que também defende Mary Hellen. A profissional informou que ainda está tentando entender o que ocorreu.

“Acabei de ter uma audiência com o juiz responsável, acabamos de protocolar um pedido, ainda não tivemos acesso completo ao inquérito. Eu fui constituída agora na parte da tarde, então o que estou fazendo ainda é analisar o inquérito antes de dar qualquer posição. O que a gente tem tentado é entender essa situação”,

Ainda de acordo com a Polícia Civil, além do cumprimento das ordens de prisão, outros dois homens, de 20 e 26 anos, foram detidos após a localização de uma espingarda sem registro, bem como uma porção de maconha, balança de precisão e munições de diferentes calibres. Outros dois indivíduos foram conduzidos à delegacia por crimes de menor potencial ofensivo, sendo liberados em seguida.

Mineira é condenada na Tailândia

A mineira de 22 anos, presa na Tailândia desde fevereiro, foi condenada a cumprir uma pena de nove anos e seis meses de prisão em maio deste ano. Mary Hellen Coelho Silva, natural de Pouso Alegre, no Sul de Minas, foi detida com outros dois brasileiros ao tentar entrar no país com 15,5 quilos de cocaína.

Segundo a defesa de Mary Hellen, dois anos correspondem a pena civil e sete anos e meio a pena criminal. “Essa pena ficou dentro do que a gente esperava ser cabível e adequado para a situação dela. Inclusive, foi uma o pena compatível com cumprimento no Brasil, então se tornou ainda mais possível ainda a questão da extradição”, explicou Talita Franco ao BHAZ, na época.

Nota da OAB-Minas, na íntegra

O Estatuto da OAB estabelece a presença de um representante da instituição nos casos da prisão de um profissional inscrito. Neste caso concreto, a Ordem não teve acesso aos autos, apenas acompanhou a diligência. No tocante à situação profissional, todo e qualquer processo disciplinar que porventura possa existir tramita em sigilo, conforme prevê o Regimento do Tribunal de Ética e Disciplina da seccional.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS