28 junho 2022 4:43
28 junho 2022 4:43

“Vai ter que aprender a perder”, diz Lula sobre Bolsonaro

Por Redação Ecos da Notícia

- Publicidade -

O ex-presidente e pré-candidato ao Palácio do Planalto, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), disse nesta 6ª feira (17.jun.2022) que Jair Bolsonaro (PL) “vai ter que aprender a perder”.

Lula lidera as pesquisas de intenção de voto. Bolsonaro diz que não confia nos levantamentos e tem criticado o sistema eleitoral do país, além de ministros do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), que organiza as eleições.

Durante entrevista em 7 de junho, Bolsonaro não quis responder se aceitará caso seja derrotado na eleição de outubro.

Lula chamou esse tipo de declaração de bravata. Também disse: Se eles pensam que a gente vai ter medo de [Bolsonaro] ficar anunciando ‘vai ter golpe, não vou passar a faixa’… Nós não queremos que ele passe. A gente vai tomar aquela faixa democraticamente”.

Ele vai ter que aprender que a democracia é maior do que ele. Ele vai ter que aprender que a vontade do povo brasileiro é maior do que a vontade das pessoas que estão com ele. Ele vai ter que aprender a perder, disse Lula.

O petista também mencionou informação publicada pela agência Bloomberg de que Bolsonaro, em conversa com o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, teria pedido ajuda para se reeleger. O encontro entre os presidentes foi em 9 de junho.

Ele foi aos Estados Unidos dizer para o Biden ‘ô Biden, me ajuda a derrotar o Lula’”, afirmou o ex-presidente.

Do jeito que a gente está, pode juntar ele, o Trump e quem mais ele quiser que a gente vai desamarrar e quebrar as correntes desse país, disse Lula.

VIAGEM PELO NORDESTE

O ex-presidente deu as declarações em evento de pré-campanha em Maceió (AL). Trata-se da base política de um dos principais aliados do petista, o senador licenciado Renan Calheiros (MDB).

Lula foi promover políticos petistas e as pré-candidaturas de Renan Filho (MDB) ao Senado e Paulo Dantas (MDB) ao governo do Estado.

“SÓ MOTOCIATA”

Lula também criticou Jair Bolsonaro pelas “motociatas”, espécie de passeata em que os participantes vão de moto. Bolsonaro tem promovido esses eventos em diversas partes do país para mobilizar seu eleitorado.

O último foi em Natal (RN), nesta 6ª. No dia anterior a cidade havia recebido o petista.

[Bolsonaro] nunca se reuniu com os governadores nem do Nordeste nem do Sudeste. Nunca se reuniu com prefeito, nunca teve coragem de fazer uma caminhada a pé. Só faz motociata, só faz motociata, declarou Lula.

Só brinca de jet sky quando as pessoas estão morrendo de fome. Esse país não pode continuar suportando isso, disse o ex-presidente.

Antes do discurso de Lula, a presidente do PT, Gleisi Hoffmann, deu declarações semelhantes. Afirmou que o atual presidente da República não trabalha e é “vagal”.

ACENO AO MDB

Lula tem trabalhado para conseguir apoios de integrantes de outros partidos além do PT, ainda que não consiga atrair formalmente as siglas.

Alguns dos principais alvos são filiados ao MDB. O petista fez acenos a esse segmento.

Devo muito ao Renan e ao companheiro presidente José Sarney, que está com 92 anos, declarou Lula. Ambos presidiram o Senado enquanto o petista comandava o Palácio do Planalto.

Na 5ª feira (16.jun), o ex-presidente esteve em Natal (RN). Lá, encontrou outros 2 emedebistas importantes. O senador Veneziano Vital do Rêgo e o ex-senador Garibaldi Alves Filho.

É muito improvável que o petista consiga atrair o apoio formal do MDB. O partido tem a senadora Simone Tebet (MS) como pré-candidata a presidente e setores que, caso precisem escolher outro nome, preferirão uma aliança com Bolsonaro.

Lula tem boa interlocução com os emedebistas do Nordeste, região onde é mais popular.

A última pesquisa PoderData, divulgada em 8 de junho, mostra o petista com 57% das intenções de voto para 1º turno no Nordeste. Nesse recorte, Bolsonaro tem 22%.

Contando o país todo, o placar é 43% para Lula e 35% para o atual presidente da República.

Lula tem 43% contra 35% de Bolsonaro; Tebet só tem 1%

© Fornecido por Poder360Lula tem 43% contra 35% de Bolsonaro; Tebet só tem 1%

LULA PELO BRASIL

A atual viagem do ex-presidente começou no dia 15. Eis os compromissos anteriores a esta 6ª:

  • Uberlândia (MG) – o petista foi à cidade mineira promover a pré-candidatura de seu aliado Alexandre Kalil (PSD) ao governo do Estado, além de projetar nomes petistas para outros cargos;
  • Natal (RN) – Lula se encontrou com governadores de 7 dos 9 Estados do Nordeste ou seus representantes, promoveu a pré-campanha da governadora Fátima Bezerra (PT-RN) pela reeleição e se encontrou com apoiadores em uma feira de pequenos produtores agrícolas.

No sábado (18.jun), o ex-presidente estará em Aracaju (SE). O PT tem pré-candidato a governador no Estado, o senador Rogério Carvalho.

Na passagem pelo Nordeste, Lula tem reforçado seu discurso de combate à fome e à pobreza. Também reagiu à tentativa de Bolsonaro de disputar o ganho político na região proporcionado pela transposição do Rio São Francisco.

Os infográficos a seguir descrevem o itinerário lulista em pré-campanha até agora:

“Vai ter que aprender a perder”, diz Lula sobre Bolsonaro

© Fornecido por Poder360“Vai ter que aprender a perder”, diz Lula sobre Bolsonaro
“Vai ter que aprender a perder”, diz Lula sobre Bolsonaro

© Fornecido por Poder360“Vai ter que aprender a perder”, diz Lula sobre Bolsonaro
Fonte: Poder360

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS EM SEU EMAIL

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 146.712 outros assinantes

ÚLTIMAS