6 julho 2022 2:46
6 julho 2022 2:46

Polícia Militar do Acre conclui 2º Curso de Operador de Aeronave remotamente pilotada

Por Agência do Acre

- Publicidade -

A Polícia Militar do Acre (PMAC), por meio da Assessoria de Inteligência e Análise Criminal (ASSEIAC), concluiu nesta sexta-feira, 10, o 2º Curso de Formação de Operadores de Aeronaves Remotamente Pilotadas (RPA) – conhecido popularmente como drone – voltado à atuação da Inteligência Policial. A solenidade de encerramento ocorreu no auditório da Escola do Poder Judiciário, do Tribunal de Justiça do Acre (TJAC).

A solenidade, que ocorreu no auditório da Escola do Poder Judiciário, contou com a presença de autoridades militares e civis. Foto: Wellington Mota

O curso, que ocorreu de 6 a 10 de junho, contou com a participação de 27 alunos entre policiais militares, civis, penais, federais e rodoviários federais, além de membros do Tribunal de Justiça, Ministério Público, Agência Brasileira de Inteligência (Abin) e da Secretaria de Justiça e Segurança Pública (Sejusp). Com duração de 50 horas, os profissionais saem com experiência na pilotagem dos RPAs.

Durante as instruções, os profissionais tiveram acesso aos conteúdos de Aspectos Introdutórios de RPA, Configuração do Drone, Legislação Aplicada, além da Prática e Segurança de Voo, Planejamento de Ações de Inteligência com o uso de RPA e Operações de Inteligência. Os profissionais estão habilitados a executar suas atividades de forma mais segura e eficiente.

Outras edições do curso estão previstas para ocorrerem e serem ofertadas a outros profissionais. Foto: cedida

Segundo o comandante-geral da Polícia Militar do Acre (PMAC), coronel Paulo César Gomes da Silva: “Aos alunos que participaram, essa interação não tem preço. Em um curso desse você cria um ciclo de amizade que você utilizará em toda sua carreira profissional. Nosso objetivo final é o mesmo, levar a nossa população maior segurança, que é o que todos nós desejamos”.

O chefe da Assessoria de Inteligência da PMAC, tenente-coronel Prigulin Araújo, destacou a importância das relações institucionais na área de Segurança Pública. “O uso da tecnologia é muito importante, mas visualizo outro objetivo maior aqui neste curso, que é esse contato que os senhores estabelecem, que vocês proporcionaram, através desse curto período de convivência no curso”, disse.

Os alunos além da parte teórica, tiveram experiências práticas de voo. Foto: cedida

Ivanilson Rodrigues, 38 anos, lotado na Companhia de Feijó, atua no serviço de Rádio Patrulha (RP). O militar se deslocou da sua cidade para poder se capacitar na área e desempenhar melhor sua atividade. “É uma ferramenta a mais a ser utilizada na repressão e combate à criminalidade, principalmente em Feijó onde tem muitas regiões de mata, o drone é fundamental”, disse o cabo.

Estiveram presentes no evento, coronel Roberto Marques, Diretor de Planejamento da PMAC; tenente-coronel Ellen Pontes, Diretora de Logística e Patrimônio; o delegado da Polícia Federal, Rafael Fernandes Guimarães; o delegado de Polícia Civil, Nilton Boscaro; Samuel Carneiro, representante da ABIN; o major Airton Leitão, Diretor de Ensino, a Banda de Música da PMAC, e demais oficiais e praças.

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS EM SEU EMAIL

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 146.850 outros assinantes

ÚLTIMAS