28 junho 2022 8:27
28 junho 2022 8:27

Nota Pública: Governo no Acre vem a público reiterar seu sentimento de pesar para com as mães das crianças que foram a óbito em decorrência de Síndrome Respiratória Aguda Grave (Srag).

Por Redação Ecos da Notícia

- Publicidade -

O governo do Estado do Acre, por meio da Secretaria da Casa Civil e da Secretaria de Saúde (Sesacre), vem a público reiterar seu sentimento de pesar para com as mães das crianças que foram a óbito em decorrência de Síndrome Respiratória Aguda Grave (Srag).

Por reconhecer a dor das mães e por sempre buscar melhoras no Sistema Público de Saúde, o governo do Estado, por meio da Sesacre, tem tomado as devidas providências para evitar que fatalidades como essas venham a causar mais danos à sociedade acreana.

Portanto, foram tomadas as iniciativas de, primeiramente, ampliar o número de leitos pediátricos em Unidade de Terapia Intensiva (UTI) no estado, assim como instaurar um processo administrativo de sindicância para apurar os casos suspeitos e tomar as devidas providências administrativas referentes às crianças vítimas de Srag, que deverá estar concluído até o início do mês de julho.

Importa ressaltar que, desde janeiro de 2019, o governo do Estado iniciou uma série de ações de gestão na Rede de Atenção Pediátrica na capital e no interior, com capacitações para o manejo clínico de doenças prevalentes na infância e intensificação das orientações relacionadas as síndromes gripais, prevendo e prevenindo diante do atual cenário das infecções respiratórias agudas.

Entre as medidas para solucionar a crise, o número de leitos em UTIs pediátricas, que já vem sendo ampliado desde 2019, em 2022 subiu em 81,15%, sendo que o Hospital da Criança, que passou a funcionar no Instituto de Traumatologia e Ortopedia do Acre (Into), passou de 61 para 90 leitos, e o Pronto-Socorro de Rio Branco subiu de 8 para 35.

No Hospital da Criança, essas medidas incluem também reforço na assistência das enfermarias, com monitores multiparâmetros, berços, camas e mesas de cabeceiras, e o hospital passou a funcionar com dois postos, semi-intensivo e UTI pediátrica.

Houve, ainda, a contratação de médicos, enfermeiros, técnicos em enfermagem e fisioterapeutas, foi promovida a agilidade na realização de exames em áreas diversas, atenção a pessoas com deficiência, doenças crônicas, atendimento itinerante, cirurgias eletivas, assistência ambulatorial e hospitalar e atenção psicossocial, entre outras medidas.

O governo do Estado reafirma seu compromisso de cuidar de pessoas, e sobretudo de permanecer na luta pela preservação da vida, garantindo, dessa forma, dignidade e cidadania para as famílias acreanas.

Jonathan Xavier Donadoni
Secretário de Estado da Casa Civil

Paula Augusta Maia de Faria Mariano
Secretária de Estado de Saúde

Agência Acre

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS EM SEU EMAIL

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 146.714 outros assinantes

ÚLTIMAS