27 junho 2022 7:55
27 junho 2022 7:55

DEU RUIM: Após flagra de milícias digitais da CUT, Zambelli vai ao TSE para barrar Lula e PT nas eleições

Por Redação Ecos da notícia

- Publicidade -

A deputada federal Carla Zambelli (PL-SP) entrou com um processo no Ministério Público Eleitoral (MPE) para que todos os fundos e repasses financeiros eleitorais e partidários do Partido dos Trabalhadores (PT) sejam imediatamente congelados.

O motivo é a denúncia de que a legenda tem agido, em parceria com a Central Única dos Trabalhadores (CUT), na formação de milícias digitais nas redes sociais para alavancar a campanha do ex-presidiário à presidência da República.

As chamadas ‘brigadas digitais’, denominação dada pela própria CUT, são grupos de pessoas cadastradas por meio do aplicativo de Whatsapp, que passam a receber material de divulgação eleitoral para disparo.

No vídeo, uma reportagem originalmente produzida pelo portal de notícias Metrópoles, noticiado também aqui no JCO, o diretor de comunicação da CUT, Roni Barbosa, explica como o esquema funciona, em detalhes, contando com o pagamento de uma empresa e profissionais especializados para a produção do conteúdo e o treinamento sobre como devem ocorrer os disparos.

O dinheiro utilizado para o custeio desse serviço, aliás, sairia dos cofres da própria CUT, o que é proibido pela lei eleitoral e pela Constituição Federal.

Zambelli esclarece que, por garantia de que o assunto receberá a devida atenção, dada a sua gravidade, o PL também encaminhou pedido diretamente ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), para que o PT tenha não só o fundo eleitoral congelado, como também o registro cassado.

“Lula não vai poder se candidatar esse ano às eleições, isso se realmente a justiça for imparcial, porque nesse caso tem comprovação do crime. E no caso de outras milícias digitais que eles afirmam existir, nenhuma comprovação foi exposta nos últimos três anos de investigação.” 

Veja o vídeo:

 

“A população pode inclusive perguntar no STF por quê essas milícias digitais do PT na foram incluídas no inquérito das milícias digitais”, concluiu a parlamentar.

Fonte/ Portal Jornal da Cidade Online

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS EM SEU EMAIL

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 146.695 outros assinantes

ÚLTIMAS