20 junho 2022 4:16
20 junho 2022 4:16

Descubra quais são os tipos de carne mais comuns e a melhor forma de preparar cada um deles

Por redação ecos da notícia

- Publicidade -

Não precisa ser um especialista ou mesmo um grande apreciador de churrasco para saber que existem diferentes tipos de cortes de carne bovina. De acordo com especialistas, existem 21 cortes diferentes, que vão dos mais nobres aos considerados de terceira, nos mais variados preços e qualidades.

Para obter uma refeição de qualidade, com o corte de carne ideal, é importante conhecer cada um deles e suas aplicações em diferentes refeições. Ou seja, saber qual a melhor carne para fazer no churrasco, qual é mais adequada para o preparo no forno, que corte fica melhor cozido, e assim por diante.

Acompanhe a seguir e descubra quais são alguns dos principais cortes bovinos e como preparar da forma mais adequada para obter o melhor de cada peça:

 

Filé mignon

No topo da lista, aparece o famoso filé mignon. É considerado um dos cortes mais nobres pela maciez e ausência de gorduras e fibras, sendo perfeito para pratos como strogonoff e medalhão.

Contrafilé

O contrafilé também é considerado muito nobre e considerado o queridinho de restaurantes e churrascarias. É dele que se obtém o famoso T-Bone. É um corte perfeito para bifes e acaba sendo feito com muita frequência na churrasqueira pelos apreciadores de carne.

Alcatra

Outro corte muito encontrado nos churrascos, (geralmente mal passado, para não ressecar) a alcatra é muito suculenta e também apresenta pouquíssima gordura. Tem sabor mais leve e, quando feita no forno, combina muito com temperos de ervas, batatas e legumes.

 

Picanha

A picanha, que obviamente não poderia ficar de fora da lista, é parte da traseira do gado e, por isso, apresenta uma capa de gordura considerada extremamente saborosa pelos apreciadores de cortes nobres. Apesar de ser ideal para o churrasco, também pode ser preparada na panela ou forno, mas a tradição brasileira mais forte continua sendo servir a picanha no espeto.

 

Costela

A costela leva um tempo elevado de preparo para que seja servida bem mole e macia. Costuma ser feita tanto na churrasqueira quanto na panela e é indicado muito tempero para que o seu gosto seja acentuado. Além de sal e outros temperos, pode ser servida com molhos.

 

Acém

O acém é uma carne magra (de pouca gordura), considerada de segunda e indicada para preparos menos nobres como carne moída, hambúrguer, picadinho, sopa, enfim, pratos que preferencialmente acompanham molhos ou caldos, para que ela não fique seca.

 

Fraldinha

A fraldinha é um corte suculento que pode, inclusive, ser misturado com outras carnes menos úmidas. Muito versátil, vai bem em diferentes preparos, desde a churrasqueira, até assados, como rocamboles. Sua generosa capa de gordura garante muita maciez, podendo ser preparada tanto bem quanto mal passada.

 

Maminha

Assim como a fraldinha, a maminha possui uma grande capa de gordura, responsável por sua maciez e suculência. Também pode ser preparada em diferentes pratos (na grelha, no forno, na panela) sem perder suas melhores características, ou mesmo qualidade e sabor.

Cupim

Por conta do sabor bem marcante, o cupim não é um corte indicado para absolutamente todos os paladares. Seu preparo, normalmente na grelha ou no forno, exige paciência, pois leva bastante tempo e destreza para que não fique muito duro.

Viu só? Mesmo já tendo ouvido falar em todos, ou na maioria destes cortes, é importante ir mais a fundo nas suas características e indicações de preparo.

Afinal, de nada adianta ter uma carne nobre em mãos e não saber extrair o melhor dela. Além disso, o conhecimento pode ajudar também a tornar um prato com carnes menos nobres em grandes receitas, dignas de chef, basta saber como e onde preparar e com quais ingredientes combinar!

 

 

 

 

 

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS EM SEU EMAIL

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 146.668 outros assinantes

ÚLTIMAS