6 julho 2022 11:41
6 julho 2022 11:41

Comissão Intergestora garante avanços para a saúde da população no Juruá

Por Redação Ecos da Notícia

- Publicidade -

Após o controle da crise oriunda da pandemia de covid-19, o Acre tem vivenciado conquistas jamais vistas na área da Saúde.

No Juruá, os últimos seis meses foram marcados pela entrega do hospital de Mâncio Lima, um dos mais modernos da Amazônia Ocidental, e também pelos milhares de atendimentos dos mutirões de cirurgias e dos Itinerantes, que beneficiaram pacientes que há anos aguardavam nas filas de espera.

E as equipes da Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre) seguem mobilizadas, de forma ininterrupta, para materializar o projeto do governo de humanizar o setor.

Na tarde desta sexta-feira, 10, em Cruzeiro do Sul, a 6ª edição dos encontros da Comissão Intergestora Regional (CIR) garantiu outros avanços para população local, como a proposta de implantação dos serviços do eMAESM, que são especialidades da Sesacre voltados à Saúde Mental, a análise de exames laboratoriais de pacientes de Porto Walter, a fluidez no transporte de insulina, insumos e outros materiais úteis para rede hospitalar, além da definição do fluxo de retorno de pacientes regulados pelo TFD ao município de origem, da cessão de cadeiras de rodas aos municípios, do encaminhamento do fluxo de amostras de exames das Hepatites Virais para análise do Lacen, em Rio Branco, e do resultado da Oficina de Indicadores realizada pela pasta.

6⁰ edição da CIR assegurou avanços à Saúde do juruaense. Foto: Marcos Santos/Secom

Catiana Rodrigues, coordenadora regional da Sesacre, agrega ainda mais valor à iniciativa pelo conhecimento adquirido do contexto epidemiológico dos municípios. “Os avanços da comissão são, sobretudo, norteados por esses indicadores”, explica.

Catiana Rodrigues: avanços da CIR são norteados pelos indicadores de Saúde dos municípios. Foto: Marcos Santos/Secom

A secretária de Saúde de Mâncio Lima, Joicilene Mota, define a comissão como um modelo diferente de se gerenciar a saúde, que assegura conquistas para toda a região.

Sobre a Comissão Intergestora Regional

Com o propósito de gerar impactos positivos à saúde do Estado e garantir melhorias na qualidade de vida do acreano, a CIR tem representações na regional do Baixo Acre, na regional do Alto Acre e na regional do Juruá, Tarauacá e Envira. Cada uma é liderada por secretários municipais, que realizam suas funções em parceria com o governo, com o objetivo de transformar em realidade as demandas de saúde da população.

Gestores apresentam necessidades e a CIR as transforma em ações de saúde. Foto: Marcos Santos/Secom

Orientações sobre aumento dos casos de síndromes respiratórias e varíola do macaco

Durante a reunião, o Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde (CIEVS) da Sesacre fez alertas e orientações importantes aos gestores de Saúde dos municípios sobre agravos das síndromes respiratórias e dos riscos de infecção da varíola do macaco no Estado.

De acordo com o CIEVS, Cruzeiro do Sul e Mâncio Lima apresentam crescimento dos casos de covid-19 e de outras síndromes respiratórias. A orientação para as cidades é que sejam feitas testagens rápidas, ações de prevenção, manejo clínico adequado e reforço da cobertura vacinal, neste caso incluindo o imunizante da influenza.

CIEVS contribuiu com importantes orientações sobre síndromes respiratórias e varíola do macaco. Foto: Marcos Santos/Secom

Diante do caso de varíola do macaco confirmado no Brasil e de outros suspeitos no Estado de Rondônia, a Sesacre vem preparando as unidades para receberem possíveis pacientes. Segundo a pasta, os casos com sintomas da doença devem ser isolados e garantida máxima proteção ao profissional de saúde.

Fonte: Agência Acre

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS EM SEU EMAIL

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 146.860 outros assinantes

ÚLTIMAS