8 agosto 2022 5:19
8 agosto 2022 5:19

Bocalom faz peregrinação por gabinetes de senadores do Acre em Brasília para alinhar recursos de emendas à sua gestão

Prefeito anuncia que distribuição de água potável no Segundo Distrito poderá deixar de ser do rio Acre para a adoção de poços de exploração do aquífero da região

Por Tião Maia, da Redação do Ecos da Notícia

- Publicidade -

O abastecimento de água potável da região do Segundo Distrito da Capital Rio Branco deverá deixar de ser feito com a água do rio Acre. O liquido a ser distribuído pela Prefeitura de Rio Branco, através do seu serviço de saneamento, deverá vir do lençol freático e do aquífero que começa na região da nascente do rio Iquiri, na BR-317, passa pela Vila Acre e chega a bairros adjacentes, o que faz daquela parte da cidade rica em água potável e de boa qualidade.

O anúncio foi feito nesta terça-feira (28), em Brasília, pelo prefeito Tião Bocalom (PP), que está em peregrinação pelos gabinetes dos senadores do Acre (Mailza Gomes, PP; Eduardo Veloso, União, e Sérgio Petecão, PSD) em busca da garantia de emendas ao Orçamento Geral da União (OGU) para o ano que vem.

O prefeito visitou todos os gabinetes e alinhou as propostas de emendas com os parlamentares. O senador Eduardo Veloso substitui interinamente o senador Márcio Bittar, que se licenciou para a campanha eleitoral no Acre e que é autor de emendas que vão resultar em recursos para o município de Rio Branco, lembrou o prefeito Tião Bocalom.

Sobre a proposta de mudar a matriz do fornecimento de água potável para a região do Segundo Distrito, do que tratou com a senadora Mailza Gomes junto ao Serviço Geológico do Brasil (CPRM), Tião Bolaom disse que a ideia está bem avançada.

“A gente tratou de alguns convênios, inclusive de alguns recursos futuros, que o próprio senador Márcio Bittar já nos ofereceu, foi muito bom, porque agora é o fechamento das emendas que cada um foi colocando”, afirmou Tião Bocalom.

Ele não escondeu o entusiasmo em relação a água potável e adiantou que, inicialmente, haverá a liberação de recursos para estudos da viabilidade do projeto. “Podemos deixar de apanhar água do rio Acre e perfurar poços para fornecemos água a esta parte da cidade”, acrescentou.;

O prefeito Tião Bocalom está em Brasília acompanhado da coordenadora do Projeto de Habilitação Popular, Suziane Rebouças, e da secretária de Planejamento e Desenvolvimento Econômico, Tecnologia, Turismo e Inovação, Neiva Tessinari.

Ao visitar os três gabinetes dos senadores, Bocalom disse que alinhou os últimos detalhes das emendas que sua gestão tem encaminhado com os parlamentares.

Os maiores detalhes sobre a proposta em relação à água potável serão informados pelo prefeito nesta quarta-feira (29), segundo ele mesmo afirmou. “Vamos fechar a parceria (com a senadora Mailza Gomes) que irá permitir um estudo da água que existe no subsolo do Segundo Distrito e que servirá para abastecer as casas daquela região”, acrescentou.

A secretária Neiva Tessinari não participou das visitas aos gabinetes, pois estava tratando dos últimos detalhes da premiação do prêmio Prefeito Empreendedor do Sebrae, do qual a prefeitura de Rio Branco é concorrente. Em maio a prefeitura recebeu o Prêmio de Cidade Empreendedora da Região Norte.

Galeria de Imagens:

ÚLTIMAS