4 julho 2022 10:26
4 julho 2022 10:26

Atriz diz que SBT abafou caso de pedofilia em equipe de novela infantil

Por Redação Ecos da Notícia

- Publicidade -

Segundo a atriz, um dos profissionais era o preparador de elenco Beto Silveira, que morreu no mês passado e estaria cumprindo prisão domiciliar pelo crime. Ela não deu o nome do outro, que chegou a lhe dar um selinho, mas fazia parte da equipe de Silveira.

A atriz mirim Duda Wendling, que participou da novela “Cúmplices de um Resgate”, disse que dois membros da equipe da novela eram pedófilos. Em entrevista ao podcast BarbaCast, ela acusou o SBT de, mesmo demitindo os homens, abafar o caso.

“Dentro do SBT, na época que eu trabalhava lá, tiveram dois pedófilos. Um era o nosso preparador de elenco infantil, para vocês terem uma ideia de como era o lugar”, disse a atriz, atualmente com 15 anos.

Quando atuou em “Cúmplices de um Resgate”, Duda tinha entre 8 e 9 anos. Ela diz que, pela falta de uma figura paterna em sua vida, chamava Beto Silveira de pai.

“Ele morreu há um mês, estava passando por uma doença. Não lembro se era câncer, então não tenho 100% de certeza para falar. Ele já estava na prisão domiciliar […] E tinha um pedófilo que acompanhava o preparador, preso em flagrante com dois figurantes da novela. Ele estava em chamada de vídeo com as duas crianças, as mães entenderam, chamaram a polícia. A polícia foi lá, fez revista e achou roupas de crianças”, relatou.

Os casos de pedofilia não teriam acontecido no SBT, mas sim numa academia privada de preparação de atores.

“Ele tinha uma academia de atores chamada Beto Silveira, que hoje não tem mais esse nome, porque não vai manter um nome de pedófilo. Várias pessoas começaram a denunciar e ele foi preso”, contou a atriz.

Wendling explicou que as crianças faziam exercícios de preparação em que era necessário estar com os olhos fechados. Silveira aproveitava esses momentos para tocar nas regiões íntimas das crianças. “Era o momento em que tinha mais relatos de que ele mexia com as crianças, tocava nas partes íntimas das crianças”, disse, ressaltando que isso não aconteceu com ela.

Quando a produção da emissora anunciou que Silveira havia sido demitido, não revelou ao elenco o motivo da saída.

“Dois dias depois uma amiga da minha mãe mandou o processo [pelo crime de pedofilia] para ela e perguntou se ela tinha visto”, disse a atriz.

Ao questionar a psicóloga da emissora, a mãe de Duda teria sido repreendida.

“A minha mãe foi até a psicóloga perguntar se [a história] era verdade, ela disse que não e que se minha mãe ficasse espalhando e apavorando outros pais, eu iria ser mandada embora da novela. Obviamente que calei minha boca. Quando ele morreu, minha mãe fez um desabafo na internet e as outras mães começaram a procurar ela”, continuou.

“Eu acho que tem gente da novela que vai assistir isso e descobrir agora, porque não foi divulgado”, acrescentou.

“É assunto proibido no SBT. Muitas mães só foram descobrir que ele era pedófilo agora. Eu sinto muito se algum ator ou atriz de ‘Chiquititas’, novela antes da minha, passou por alguma coisa. Eles não vão lembrar, passou muito tempo”, disse a atriz.

A atriz diz que nunca sofreu qualquer tentativa de abuso do preparador, afirmando inclusive que aprendeu muito com ele. “Comigo, ele nunca tentou nada, graças a Deus”. Entretanto, reclamou do assédio do outro funcionário.

“Ele tentou me dar um selinho e eu liguei na hora para minha mãe. Na hora de se despedir ele me roubou um selinho. Minha mãe ficou ligada e tentou não me deixar preocupada, porque ela estava no Rio e eu em São Paulo”, contou a atriz, que não mencionou o nome do segundo homem.

A assessoria de imprensa do SBT emitiu uma nota após a entrevista.

“O SBT tomou conhecimento hoje da entrevista da atriz mirim Duda Wendling e de sua mãe a um podcast, e vem esclarecer que as situações retratadas, que supostamente envolvem a emissora, são totalmente infundadas. A emissora condena com severidade qualquer tipo de assédio e comportamento abusivo e mantém canais de denúncias voltados para seus colaboradores, e tomará as medidas cabíveis.”

No ano passado, Duda Wendling revelou que entrou em depressão após sair do elenco de “Cúmplices de um Resgate”. Ela interpretava a personagem Dóris e foi trocada no meio da novela. Na época, a mãe de uma colega a ofendeu nas redes sociais. Ela tinha apenas nove anos de idade.

Questionada pelo motivo de sua saída, a atriz explicou em janeiro passado que, mesmo recebendo um bom salário, decidiu deixar a produção em nome da saúde mental. “O dinheiro que eu recebia era bom, mas isso não pagava o trauma que eu estava sofrendo lá. Eu e minha mãe decidimos não assinar a renovação de contrato”, afirmou.

Depois de sair do SBT, ela estrelou a série “Valentins”, do canal infantil Gloob, e a novela “Verão 90”, na Globo.

Fonte: Pipoca Moderna

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS EM SEU EMAIL

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 146.775 outros assinantes

ÚLTIMAS