6 julho 2022 9:48
6 julho 2022 9:48

VELOCIDADE MÁXIMA: Racha entre veículo de luxo termina com colisões e uma BMW destruída

Por Redação ecos da notícia

- Publicidade -

Não completou 36 horas do julgamento de Ícaro Pinto condenado a 10 anos de prisão em regime fechado pela morte de Jonhliane Paiva, durante um racha na manhã do dia 30 de Agosto de 2020, na Avenida Antônio da Rocha Viana, mais uma aposta de corrida de rua  é registrado em Rio Branco.

A exemplo do ocorrido em 2020, mais uma situação semelhante foi registrado no início da tarde deste sábado , 21, rua Presidente Medici, bairro Comara que dá acesso a pista do antigo Aeroporto e Avenida Amadeo Barbosa, na região do Segundo Distrito, câmeras de segurança de empresas instaladas no local e os próprios autores do racha registraram tudo, do início ao fim, só não gravaram como fizeram para um veículo que pesa mais de uma tonelada ter sido retirado da pista antes das autoridades de trânsito saberem do ocorrido.

O resultado foi um veículo BMW avaliado em mais de R$ 300 mil, completamente destruido e mais dois veículos batidos.

Imagem: cedida

Imagens obtidas pela Redação do Ecos da Notícia, mostram o motorista  em companhia de três amigos “testando” a velocidade máxima que o carro alcançaria naquele trecho.

No painel é registrado exatos 160km/h e os passageiros junto com o motorista vibram, embora um deles parece demonstrar medo.

Em seguida imagens de uma empresa gravam o racha, ou seja, a competição de velocidade entre dois veículos.

O resultado é assustador para um veículo de cor preto que alheio a disputa faz um retorno, quando se ver entre dois veículos em altíssima velocidade, sendo que o veículo Branco que participava da competição bate na traseira do carro preto, a partir daí o carro BMW bate no meio fio, perde o controle e capota com as quatro pessoas dentro.

A alta tecnologia do veículo salvou a vida dos ocupantes. Entre eles somente um, identificado por Giovani Lima De Souza, de 22 anos foi socorrido por uma equipe do SAMU com escoriações leves e levado a UPA do 2° do Distrito.

Imagem: cedida

Fato e fake

Agora as imagens de câmeras e imagens de um dos passageiros que confirmam o fato como aconteceu, sugiram algumas versões: Que a BMW estaria a venda e o vendedor saiu para fazer um teste com o suposto comprador e estava acompanhado de dois amigos.

Outra versão é que o veículo pertence a uma pessoa de nome Marcos e que um funcionário da revenda pegou o carro sem autorização ou conhecimento do proprietário, convidou o motorista do carro Branco para um racha é o final foi trágico.

A terceira versão é que a BMW teria sido negociada com uma casa na cidade, mas o proprietário do imóvel quis conhecer melhor o que supostamente estaria adquirindo.

O fato é que o racha é inquestionável, as colisões também, mas o intrigante é que o veículo principal, no caso a BMW que ficou destruída, imediatamente foi coberta com uma lona e antes que a Polícia de Trânsito chegasse ao local, os veículos foram retirados da pista e levado para endereço não conhecido.

[videopress SbP3WjN0]

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS EM SEU EMAIL

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 146.859 outros assinantes

ÚLTIMAS