18 agosto 2022 8:23
18 agosto 2022 8:23

Tiroteio deixa ‘múltiplas vítimas’ em igreja da Califórnia, nos EUA

Uma pessoa morreu no local e outras cinco ficaram feridas, segundo as autoridades; um suspeito foi detido

Por Redação Ecos da Notícia

- Publicidade -

Pelo menos uma pessoa morreu e outras cinco ficaram feridas durante um tiroteio em uma igreja em Laguna Woods, no sul da Califórnia, neste domingo (15), segundo as autoridades locais, que acrescentaram que uma pessoa em conexão com o tiroteio foi detida.

“Os agentes estão respondendo a relatos de um tiroteio em uma igreja no bloco 24.000 da estrada El Toro em Laguna Woods. Várias vítimas foram baleadas. Detivemos uma pessoa e recuperamos uma arma que pode estar envolvida”, disse o escritório do xerife de Orange County, Califórnia, no Twitter.

Ainda segundo a publicação, as primeiras informações sobre o tiroteio foram relatadas por volta das 13h26, no horário local. Das vítimas, uma morreu no local, quatro ficaram gravemente feridas e a quinta teve apenas ferimentos leves; todas são adultas e foram encaminhadas para um hospital.

Em uma publicação na mesma rede social, o perfil oficial do governador da Califórnia, Gavin Newsom, afirmou que está monitorando ativamente o tiroteio. “Ninguém deve ter medo de ir ao seu local de culto. Nossos pensamentos estão com as vítimas, a comunidade e todos os afetados por este trágico evento”, diz o post.

Segundo tiroteio em 24h

Ataque de hoje ocorreu em frente a uma igreja

Foi pelo menos o segundo tiroteio em massa do fim de semana nos Estados Unidos, que tem sido atormentado pela violência armada nos últimos anos.

Em Buffalo, Nova York, no sábado, um homem branco de 18 anos abriu fogo em um supermercado em um bairro majoritariamente negro, matando 10 e ferindo três no que as autoridades descreveram como um ataque puramente racista.

As autoridades da Califórnia não fizeram nenhuma declaração sobre um possível motivo do tiroteio na igreja.

A congressista democrata Katie Porter, que representa o condado de Orange em Washington, descreveu o ataque como uma “notícia terrível e perturbadora, especialmente menos de um dia depois de um tiroteio em massa em Buffalo”.

Por R7

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS