6 julho 2022 1:27
6 julho 2022 1:27

PRF: Homem que atirou em agentes virou ‘andarilho’ após ter moto roubada

Por Uol Notícias

- Publicidade -

O suspeito de matar dois policiais rodoviários federais na tarde de ontem, em Fortaleza estava em situação de rua há aproximadamente um ano, após sofrer um “desequilíbrio emocional” ao ter uma moto roubada, segundo o inspetor Darlan Antares, integrante da PRF (Polícia Rodoviária Federal).

Ele deu detalhes sobre a situação do homem, que tinha 31 anos, em entrevista coletiva à imprensa local na manhã de hoje. Na declaração, ele deixou claro que o “andarilho” não tinha antecedentes criminais e trabalhava como pedreiro em sua cidade natal, Aratuba (CE), antes de ser alvo do crime e decidir sair de casa, por conta própria.

“Nós obtivemos uma novidade ontem no IML (Instituto Médico Legal), no procedimento, a irmã da vítima chegou lá e identificou, trouxe documentação dele, e informou que ele é da cidade de Aratuba, que aconteceu o episódio de um roubo de motocicleta dele e após esse episódio ele decidiu por conta própria sair andarilho, errante aí pela cidade”, detalhou Darlan aos veículos cearenses.

“Desde o ano passado ele estava aqui por Fortaleza, andando pelas ruas a esmo. E ele tinha a profissão de pedreiro, então assim, não tem antecedentes criminais, tem algumas notícias rolando aí que são totalmente falsas. A informação verídica é que ele era um pedreiro, na cidade de Aratuba, e que depois de um episódio de desequilíbrio emocional ele virou um morador de rua e andarilho”, completou o inspetor.

O atirador também acabou morto, ainda na rodovia, por um policial a paisana que passava pelo local e conseguiu contê-lo.

O suspeito alvejou dois agentes da PRF, identificados como Marcio Helio Almeida de Souza, 53, e Raimundo Bonifacio do Nascimento Filho, 43, durante uma patrulha da dupla na BR-116, na altura do bairro Cidade dos Funcionários, próximo a um viaduto da capital cearense.

Raimundo (à esquerda) e Márcio Hélio (à direita) foram mortos na manhã de hoje em Fortaleza
Imagem: PRF-CE/Divulgação

Os policiais avistaram o homem em situação de rua caminhando entre os carros, no meio da pista, e tentaram tirá-lo do trânsito, segundo informações da Secretaria de Administração Pública do Ceará.

“Após ser abordado, o suspeito teria tirado a arma de um dos policiais e efetuado disparos de arma de fogo contra os agentes“, afirma nota da secretaria. Os dois morreram na hora.

As duas armas que pertenciam aos agentes foram recuperadas do local do crime ainda ontem e levadas para perícia. Marcio Helio, tinha 15 anos de instituição, e trabalhou tanto no Ceará quanto em Roraima. Ele era casado e deixa um filho.

Já Raimundo Bonifácio entrou na PRF em 2005 e atuou em Roraima e Maranhão, além do Ceará. Ele também era casado e tinha duas filhas.

Bonifácio foi sepultado às 10h de hoje no Cemitério da Parangaba, na capital cearense, segundo informações do inspetor Márcio Moura, da comunicação social da PRF, à TV Verdes Mares. Já o enterro de Márcio ficou para as 15h, no Cemitério Jardim Metropolitano, em Eusébio, nos arredores de Fortaleza.

“O suspeito já foi totalmente identificado, agora nós estamos nos concentrando em homenagear a família e os nossos colegas, um velório digno e um enterro como eles merecem, de heróis”, declarou o colega das vítimas.

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS EM SEU EMAIL

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 146.860 outros assinantes

ÚLTIMAS