11 agosto 2022 7:27
11 agosto 2022 7:27

Polícia flagra traficante “complementando renda familiar”, adolescentes na correria e detento “enganando” tornozeleira eletrônica

Pagamento pelo entorpecente foi feito através de PIX

Por Redação Ecos da

- Publicidade -

Uma apreensão de drogas realizada ontem pela Polícia Militar, em Vilhena, revelou algumas curiosidades: a primeira delas a de que o produto foi pago através de depósito por PIX.

A guarnição viu dois jovens em atitude suspeita no bairro Jardim Eldorado e resolveu abordá-los. Ao revistar os rapazes, os policiais encontraram em poder deles certa quantidade de maconha e cocaína.

Após confessar que havia comprado o entorpecente na “Boca do Capital”, um dos suspeitos disse ter mandado dois adolescentes irem buscar a mercadoria no local, que fica no bairro Jardim Primavera.

No endereço descrito na denúncia, o homem chamado “Capital”, dono do negócio ilegal, autorizou a entrada da equipe policial. Quando mais porções de drogas foram encontradas em sua casa, o acusado disse que estava traficando havia apenas duas semanas “para complementar a renda familiar”.

No imóvel, em poder de um dos dois homens que estavam por ali, e que tem passagens pela polícia e condenações na justiça, os militares encontraram mais de mil reais em espécie. Detalhe: por baixo das roupas, o suspeito usava uma tornozeleira eletrônica. O equipamento, porém, estava envolvido por uma folha de papel alumínio, o que o impedia de dar a localização do apenado.

Os envolvidos no caso, incluindo os adolescentes que haviam feito a “correria”, bem como as drogas, foram apresentados na Unisp, onde um advogado acompanhou o registro da ocorrência.

Fonte: Folha do Sul
Autor: Da redação

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS