24 maio 2022 8:07
24 maio 2022 8:07

Musk diz que pode reverter suspensão de Trump no Twitter

Bilionário disse que voltaria atrás na decisão, mas lembrou que ainda não controla a rede social. Ele avalia que não deve haver banimentos permanentes e que ação foi um erro. Ex-presidente americano foi banido da rede social por violar políticas contra incitação à violência em invasão ao Capitólio dos EUA.

Por Redação Ecos da notícia

O bilionário Elon Musk disse nesta terça-feira (10) que voltaria atrás na suspensão de ex-presidente americano, Donald Trump, do Twitter. Para Musk, que ofereceu US$ 44 milhões para comprar a rede social, houve um erro da plataforma ao agir dessa forma em relação a Trump.

“Eu reverteria a suspensão permanente [de Trump]”, disse Musk em conferência do Financial Times. O magnata deixou claro que a transação com o Twitter ainda não foi concluída e, por isso, não é certo que o banimento será revogado.

Musk disse que ele e Jack Dorsey, cofundador do Twitter, concordam que não deve haver banimentos permanentes na rede social. “Não foi correto banir Donald Trump. Acho que foi um erro”, continuou Musk.

O ex-presidente americano foi suspenso do Twitter e de outras redes sociais após seus apoiadores invadirem o Capitólio dos EUA em janeiro de 2021 para questionar a vitória de Joe Biden na eleição presidencial. O Twitter apontou que Trump foi suspenso devido ao risco de incitação à violência.

O banimento do perfil de Trump do Twitter “alienou uma grande parte do país”, opinou Musk sobre os EUA. “Isso não acaba com a voz de Trump. Isso a amplifica entre a direita. É por isso que é moralmente errado e totalmente estúpido”, continuou.

Musk também afirmou que é preciso diminuir um suposto viés de esquerda na moderação do Twitter.

“Eles vêm de um ambiente que é muito à esquerda”, disse o bilionário sobre funcionários baseados em São Francisco, nos EUA. “Mas falham em construir confiança no resto dos Estados Unidos e talvez em outras partes do mundo”.

Foto ilustrativa.

Quando o acordo para compra do Twitter foi anunciado, Musk disse que pretende ampliar o espaço para liberdade de expressão na rede social. Ele também afirmou que pretende abrir o algoritmo para revisões de terceiros e autenticar todos os usuários reais para acabar com bots e contas de spam.

Trump já declarou que não voltaria à rede social mesmo que sua conta fosse restabelecida. Depois de o Twitter anunciar que havia aceitado a oferta, o ex-presidente americano disse que permaneceria na plataforma que ele próprio havia criado após ser suspenso do Twitter.

“Não vou para o Twitter, vou ficar na Truth Social”, disse Trump. “Espero que Elon compre o Twitter porque ele fará melhorias e ele é um bom homem, mas vou ficar na Truth”, disse Trump.

A oferta de Musk pelo Twitter foi aprovada pelo conselho de administração da empresa, mas ainda precisa ser aceita por acionistas e órgãos regulatórios. A expectativa é de que a transação seja concluída ainda este ano.

Fonte/ G1

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS EM SEU EMAIL

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 146.228 outros assinantes

ÚLTIMAS