6 julho 2022 6:07
6 julho 2022 6:07

Guerra na Ucrânia: “O fogo não cessa”, e último bombardeio russo deixa pelo menos 12 mortos em Luhansk, no leste da Ucrânia

Apesar do intenso bombardeio, militares ucranianos afirmaram que a Rússia não conseguiu nenhum progresso nas linhas de frente da região.

Por Redação Ecos da notícia

- Publicidade -

Autoridades militares ucranianas disseram que 12 pessoas foram mortas na região de Luhansk e 60 propriedades foram destruídas por bombardeios russos na última quinta-feira, 19 de maio.

Entretanto, segundo os ucranianos, as forças russas não parecem ter feito nenhum progresso nas principais linhas de frente em Luhansk e Donetsk nas últimas 24 horas.

As 12 pessoas foram mortas na cidade de Severodonetsk, de acordo com o chefe da administração militar em Luhansk, Serhii Hayday. Muitas casas foram destruídas em toda a área, informou Hayday.

Carro capotado é visto no pátio de um prédio de apartamentos após o bombardeio de tropas russas em Sievierodonetsk, na região de Luhansk, leste da Ucrânia. Albert Koshelev/ Ukrinform/Future Publishing via Getty Images.

Apesar do intenso bombardeio, os ucranianos dizem que suas linhas defensivas se mantém firmes. “O ataque a Severodonetsk não teve sucesso. Os russos sofreram perdas de pessoal e recuaram”, disse Hayday.

Oleksandr Striuk, chefe da administração militar da cidade de Severodonetsk, disse até 15.000 civis permanecem na cidade, vivendo em abrigos antiaéreos e porões.

“A cidade está sem eletricidade, internet e comunicação há quase uma semana”, disse Striuk. “Cerca de 70% do parque habitacional da cidade foi destruído”.

Foto de prédio atingido por bombardeio russo. Arquivo da Internet.

Ao sul de Severodonetsk, as forças russas tentaram invadir a cidade de Toshkivka, de acordo com o Estado-Maior ucraniano.Em seus esforços para completar a tomada de Luhansk, os russos também tentaram avançar para a pequena cidade de Vyskryva.

Mais ao norte, na região de Kharkiv, onde as forças ucranianas lançaram uma contra-ofensiva nas últimas semanas, o bombardeio russo de áreas retomadas pelas forças ucranianas continua, segundo os militares ucranianos.

Fonte/ CNN BRASIL

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS EM SEU EMAIL

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 146.864 outros assinantes

ÚLTIMAS