13 agosto 2022 3:44
13 agosto 2022 3:44

Filho adotivo de Carol Nakamura decide voltar a morar com mãe biológica: ‘Muito doloroso’

Guilherme Leonel, marido da bailarina, contou que os dois estão muito tristes, mas precisam respeitar a vontade do menino

Por Portal R7

- Publicidade -

Guilherme Leonel, marido de Carol Nakamura, contou que Wallace, o filho de 11 anos do casal, decidiu voltar a morar com a mãe biológica após dois anos vivendo com os pais adotivos.

Em um post compartilhado em seu perfil no Instagram, nesta terça-feira (31), o influenciador disse que está muito triste e só resta respeitar a vontade do menino.

“Meu sonho era vê-lo voando na vida! Eu sempre afirmei: esse moleque chega aonde ele quiser. Com a malandragem de vida, a inteligência que tem e todo suporte que damos, ele vai voar! Mas nem sempre as coisas saem como a gente quer, e não temos controle sobre as vontades alheias. Infelizmente a vontade dele foi partir, voltar para a casa da mãe biológica. Por mais doloroso que seja para nós, temos de entender e respeitar, afinal, não sei como reagiria se estivesse na pele dele”, começou Gui.

O influenciador relembrou que o menino enfrentou um choque de realidade logo que se mudou para a casa dele com Nakamura. “Você viver em um mundo completamente avesso àquele em que vivia, onde existem regras, horários, compromissos, obrigações… Tudo isso, depois de viver nove anos sem sequer conhecer nenhuma das palavras mencionadas acima. Sem saber ler, escrever… Mas o que prezamos é a felicidade dele, mesmo sabendo que dificilmente terá um futuro”, disse.

Por fim, Guilherme disse que a decisão do menino chocou a todos e que eles não esperavam que o processo de adoção terminasse assim.

“Porém oramos e pedimos com muita fé a Deus para que ele se encontre e seja um bom menino, dedicado, estudioso, esforçado… e carregue consigo os ensinamentos que passamos todos os dias que tivemos juntos. Para todos que perguntam incessantemente, esta é a verdade, a triste verdade, da qual não temos nenhum prazer em contar, pois nos machuca, não esperávamos que fosse desta forma. Logo, pedimos respeito à dor do próximo, pois, se vocês se preocupam e sentem saudades, imaginem a gente? Que desenhou toda uma história juntos, abdicamos de muitas coisas para dar o melhor a ele. Jamais imaginaríamos que fosse desta forma, mas foi, e estamos superando”, finalizou.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS