3 julho 2022 6:59
3 julho 2022 6:59

Ex-namorado de Marina confessa que agrediu parceira com bloco de concreto e usou gasolina para queimar corpo da jovem

Depois do crime o acusado enviou mensagem para uma amiga de Marina, e segundo a polícia, a intenção era desviar investigação. O suspeito disse que é usuário de cocaína.

Por Marcelo Gomes, da Redação Ecos da Notícia

- Publicidade -

Preso pela polícia do Distrito Federal, Walace de Souza de 34 anos, revelou os detalhes do crime em depoimento na manhã desta segunda 23 de maio.

Foto: Arquivo pessoal.

O Corpo de Marina foi encontrado nas margens da BR-070, na região de Taguatinga, Distrito Federal.

A polícia disse que Walace e Marina tinha um relacionamento recente e que era repleto de muitas ‘’discussões, brigas e agressões’’.

No depoimento, Wallace no dia do crime, teria discutido com Marina em um bar da cidade, e após a briga, a teria agredido com um bloco de cimento, e ateado fogo no corpo da vítima.

Foto: Arquivo pessoal.

Wallace deu várias pedradas e arrastou Marina até um cerrado. Ele ainda amarrou as mãos e fechou a boca da ex-namorada com uma fita, deixou o corpo, e foi comprar gasolina em um posto próximo do local. Ele voltou e jogou gasolina no corpo da jovem e ateou fogo, informou o delegado Mauro Aguiar responsável pelo caso.

Foto retirada da Internet.

Depois do crime Walace enviou uma mensagem para uma amiga de Marina para desviar o ato da investigação policial.

O acusado encontra-se preso na 17 ª Delegacia de polícia em Taguatinga (DF) e nesta terça Walace deve passar por uma audiência de custódia.

Serão realizadas perícia nos dois veículos onde Marina esteve com Walace, inclusive nas vestimentas do casal.

O prazo para a conclusão do inquérito policial é de 15 dias, informou o delegado.

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS EM SEU EMAIL

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 146.750 outros assinantes

ÚLTIMAS