11 agosto 2022 6:18
11 agosto 2022 6:18

Estudo diz que Acre é o estado mais violento para as mulheres viverem e Jenilson pede providências do Estado

O deputado estadual Jenilson Leite (PSB), levantou na sessão da Assembleia Legislativa do Acre, nesta quarta-feira (18), o debate sobre o feminicídio no estado.

Por Redação Ecos da Notícia

- Publicidade -

Na última semana, foram cinco assassinatos de mulheres consumados, além de duas tentativas com uma mulher em estado grave na UTI, em Rio Branco.

O parlamentar foi procurado pelo Instituto Mulheres da Amazônia e recebeu um documento onde elas falam sobre a necessidade de atenção do poder público para a violência contra a mulher, especialmente o feminicídio.

Pré-candidato ao Governo, Jenilson tem se preocupado com esses índices.

“Acre é o estado onde mais ocorrem mortes e violência contra as mulheres, um indicador que nos envergonha e preocupa”, disse.

Jenilson entende que o Acre precisa de um
governo que invista em políticas públicas de enfrentamento à violência, que cuidem da saúde e garanta a vida das mulheres.

“Esses indicadores mostram que o poder público não investe o suficiente em proteção para as mulheres acreanas, e isso faz do nosso Acre o estado mais violento para as mulheres viverem”, afirmou o parlamentar.

ASSESSORIA

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS