8 agosto 2022 9:22
8 agosto 2022 9:22

Durante fiscalização contra furto, polícia apreende carga com gado sem Guia de Trânsito Animal no Acre

Caminhão tinha saído da zona rural de Plácido de Castro e iria para frigorífico em Senador Guiomard, interior do estado. Animais não eram furtados, mas estavam sem a GTA.

Por Redação Ecos da Notícia

- Publicidade -

Uma carga com 18 cabeças de gado foi apreendida pelo Grupo Especial de Operações em Fronteira (Gefron) sem Guia de Trânsito Animal (GTA), documento obrigatório para o transporte ou deslocamento de animais vivos para fora de propriedades.

Caminhão levada 18 animais para frigorífico de Sena Guiomard, interior do Acre — Foto: Arquivo/Gefron-AC

A ação ocorreu no sábado (15) em Plácido de Castro, interior do Acre, durante uma operação contra furto de gado.

A carga tinha saído da zona rural de Plácido de Castro e seria levada para um frigorífico de Senador Guiomard, também no interior.

O coordenador operacional do Gefron, Rêmullo Diniz, explicou que o Gefron iniciou a operação na região do Baixo Acre após registro de furtos de animais nas fazendas e outras propriedades rurais. Por isso, os policiais fizeram um controle maior do transporte de animais na região.

Gefron-AC faz fiscalização na região do Baixo Acre contra furto de gado — Foto: Arquivo/Gefron-AC

“Uma vez que não tem GTA é recolhido ao Idaf [Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal], se for identificado que é um animal roubado, lógico que o procedimento é outro. Esse caso era um gado que tinha procedência, mas que estava sem a devida documentação”, acrescentou.

Diniz falou ainda que a carga foi levada para o Idaf de Plácido de Castro e aplicadas multas para o motorista e para o proprietário dos animais. “A multa varia de R$ 1,9 mil a R$ 7 mil. Além disso, é feito um registro na carteira do fazendeiro para que ele, se for reincidente, perca o gado e também tenha um controle maior por parte dos órgãos controladores”, destacou.

A carga com os animais foi liberada após a notificação e aplicação das multas pelo Idaf.

Fonte: G1ACRE

ÚLTIMAS