5 julho 2022 11:54
5 julho 2022 11:54

Deputada Perpétua Almeida vai ao TCU denunciar corrupção na venda da Eletrobrás

“A empresa vale R$ 400 bilhões, podendo chegar a R$ 600 bilhões com os espelhos d’água, e o governo Bolsonaro coloca a empresa a venda por apenas R$ 20 bilhões. Essa conta não fecha”, diz a parlamentar

Por Tião Maia, da Redação Ecos da Notícia

- Publicidade -

Em encontro mantido com o ministro do Tribunal de Contas da União (TCU), Jorge Oliveira, a deputada federal Perpétua Almeida (PCdoB) denunciou irregularidades no processo de privatização da empresa estatal de energia Eletrobrás. O TCU decidiu na quarta-feira, 18, aprovar o processo de privatização da Eletrobrás, mais voltada a modelagem da capitalização, a pedido do Ministério da Economia e do presidente Jair Bolsonaro.

A deputada alertou que a venda da empresa é um grave erro, sobretudo pela principal consequência para o povo brasileiro. “O fato é que a conta de luz dos brasileiros vai aumentar mais ainda”, disse.

Perpétua Almeida destacou ainda para um possível esquema de corrupção que envolve a venda da Eletrobrás. “A empresa vale R$ 400 bilhões, podendo chegar a R$ 600 bilhões com os espelhos d’água, e o governo Bolsonaro coloca a empresa a venda por apenas R$ 20 bilhões. Essa conta não fecha”, afirmou

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS EM SEU EMAIL

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 146.801 outros assinantes

ÚLTIMAS