5 julho 2022 10:01
5 julho 2022 10:01

Começa o espetáculo do eclipse com a chamada “Lua de Sangue”, que pode ser visto em todo país, principalmente na região do Acre

Médicos oftalmologistas consultados pela reportagem do Ecos da Notícia, informam que não há ricos para visão a admiração do fenômeno a olho nu

Por Tião Maia, da redação ecos da notícia

- Publicidade -

O espetáculo natural do eclipse lunar total, com uma “Lua de Sangue” – fenômeno em que o Sol, a Terra e a Lua se alinham e com isso causam escuridão em várias partes do planeta, pode ser visto a olho nu, sem risco à saúde dos olhos. A garantia é dos dois principais médicos oftalmologistas do Acre, Eduardo Veloso e Amsterdan Sanders.

Oftalmologista: Dr. Eduardo Veloso

Ouvidos pela reportagem do Ecos da Notícia, ambos os profissionais disseram que, para admirar o fenômeno, não é preciso lentes especiais, já que, por se tratar de um fenômeno lunar, não há riscos para a visão, O eclipse do satélite naural da Terra poderá ser visto no Brasil na noite deste domingo (15) em toda América o Sul e em boa parte do país, incluindo o Acre.

Quem quiser ver o fenômeno tem que aproveitar porque o próximo só correrá, segundo os astrônomos, em maio de 2025. O satélite natural terrestre então fica com uma cor avermelhada — que passou a ser chamada de “Lua de Sangue”, no momento em que a Terra se coloca exatamente entre o Sol e a Lua, fazendo com que a sombra da Terra seja projetada na Lua.

A cor avermelhada ocorre, explica a astronomia, porque a atmosfera da Terra age com um filtro para a luz do Sol.
O tom avermelhado pode variar, dependendo do eclipse. Ele pode ser mais escuro, mais próximo ao marrom ou mais claro, algo parecido com castanho ou avermelhado.

O eclipse lunar poderá ser visto completamente de todo o território brasileiro. O eclipse parcial poderá ser visto a partir de 23h28, no horário de Brasília. À 0h29 de segunda-feira (16/02), começará o eclipse total, que vai durar até 1h54.
O fim do eclipse está previsto para ocorrer às 2h55.

O fenômeno também será transmitido ao vivo pelo Observatório Nacional, uma unidade de pesquisa vinculada ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações. A transmissão será iniciada a partir das 23h15.

Como se trata de um eclipse lunar, médicos  ouvidos pela reportagem disseram que observá-lo diretamente não representa um risco para os olhos. “Trata-se basicamente de olhar para a lua cheia. Não precisa de nenhum instrumento, a olho nu já vai ser um belo espetáculo. Caso alguém queira também pode usar um binóculo, luneta ou telescópio.

Os riscos à visão só existem nos eclipses solares”, disse o médico Eduard Veloso, o que foi confirmado por seu colega Amsterdan Sanders.

Como o eclipse ocorrerá no fim da noite e início da madrugada, a lua estará bem alta no céu, o que facilitará a visualização do fenômeno. Não há, portanto, desconforto na admiração de tamanha beleza natural.

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS EM SEU EMAIL

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 146.795 outros assinantes

ÚLTIMAS