28 maio 2022 10:11
28 maio 2022 10:11

Com uso de drones, Sejusp avança no  combate à criminalidade 

Por Redação Ecos da Notícia

A Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp) segue firme investindo em armamentos, viaturas, obras de construção e, principalmente, na capacitação e tecnologias de ponta para as forças policiais acreanas.

Desde o início deste ano, as Polícias Militar e Civil do Acre utilizam drones, no enfrentamento ao crime. Essa nova ferramenta vem ganhando espaço, segundo os profissionais da segurança pública, por garantir a proteção dos agentes e facilitar as ações de emergência em situações de risco e/ou em grandes eventos. O drone monitora, em tempo real, os cenários encontrados durante a execução das atividades de policiamento ostensivo e preventivo.

Nas últimas semanas, habitantes das comunidades Boa Água, Oriente, Colibri, Limoeiro, e adjacências (Estrada do Quixadá), zona rural da capital acreana, puderam visualizar e usufruir da segurança proporcionada por essa nova alternativa disponibilizada às polícias pela Sejusp.

Em ação recente, uma guarnição do Batalhão de Policiamento Ambiental (BPA) da Polícia Militar do Acre (PMAC) prendeu um homem, que acabara de efetuar um roubo, no ramal do Mutum, na área rural de Rio Branco. A ação foi bem sucedida graças ao uso de Aeronaves Remotamente Pilotadas (RPA), os populares “drones”, adquiridos pela Secretaria de Justiça e Segurança Pública do Acre.

A guarnição estava em patrulhamento na região, quando visualizou uma motocicleta às margens da via, ainda com a ignição acionada. Enquanto averiguavam a situação do veículo, uma guarnição do 3º Batalhão da PMAC chegou informando um roubo naquela região, com emprego de arma de fogo, no qual a motocicleta havia sido levada pelo criminoso.

Com o uso de drones, os militares do BPA, em poucos instantes, localizaram o ponto exato onde o autor estava escondido, deitado ao solo em uma região de densa vegetação para não ser visto pelos policiais. Na ação, todos os objetos roubados pelo homem foram recuperados, e o acusado conduzido à Delegacia de Flagrantes (Defla) para responder pelo crime.

Tecnologia de ponta

De acordo com o chefe do Departamento de Modernização, Tecnologia da Informação e Comunicação da Sejusp, Alexandre Nascimento, os
drones (veículos aéreos não tripulados e controlados remotamente) podem voar até 120 metros de altura e possuem sensores que os estabilizam no ar. “Uma das maiores vantagens destes dispositivos, de acordo com o técnico, é a sua versatilidade de uso”, asseverou.

“Nesse sentido, os drones podem ser empregadas dentro da segurança pública de diversas formas, agregando vários benefícios, como: reconhecimento da área de atuação; apoio ao guarda-vidas; análise de risco; monitoramento em tempo real; visualização remota de áreas perigosas; dentre outras”, explicou Alexandre.

Fonte: Assessoria

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS EM SEU EMAIL

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 146.278 outros assinantes

ÚLTIMAS