17 maio 2022 12:39
17 maio 2022 12:39

Com show do Araketu, governador entrega Concha Acústica de volta ao uso da população

Espaço e todo o Parque da Maternidade foram abandonados no Governo de Tião Viana; “Correinha” diz que pandemia atrasou reinauguração em pelo menos dois meses

Por Tião Maia, da Redação do Ecos da Notícia

Uma década depois do mais completo abandono, a Concha Acústica “Jorge Nazaré”, um espaço aberto no Parque da Maternidade e cujo nome homenageia um ativista cultural que atuava no Acre e que faleceu em 1998, será entregue à população, novamente, na tarde deste domingo, 1º de maio.

O diretor-presidente da Fundação “Elias Mansur”, Manuel Pedro Correia, o “Correinha”, revelou que o espaço já estava pronto para ser reinaugurado fazia pelo menos dois meses, mas o rico de recrudescimento da pandemia do coronavirus não permitia este tipo de agenda.

“Precisaríamos cuidar, primeiro, da saúde da população, conforme o governador Gladson Cameli vem orientando desde o início da pandemia. Gladson Cameli é um governador que priorizou a defesa da vida e por isso tem toda esta aceitação popular”, disse Correinha. A Concha Acústica será entregue à população pelo governador.

E não será uma entrega qualquer. A partir das 17 horas deste domingo o espaço será literalmente palco de um show do grupo baiano Araketu, além da participação de artistas locais.

O governador disse que, a partir de hoje, Rio Branco volta a ter um dos melhores espaços para cultura e artes, eventos religiosos e esportivos da Capital. “Nossa missão agora é buscar a revitalização de todo o parque da Maternidade”, disse o governador.

A Concha Acústica – assim como todo o Parque da Maternidade – foi abandonada durante os oito anos do governador Tião Viana, irmão do ex-senador e ex-governador Jorge Viana, que vem criticando o atual Governo do Acre mas não soube fazer o mesmo em relação ao irmão governador, que não cuidou sequer das obras e bens públicos construídos durante os 20 anos em que estiveram no poder.

“O Tião Viana não precisava inventar a roda como governador. Bastava ter a responsabilidade de cuidar daquilo que antes havia sido construído e teria feito um governo razoável. Como não fez, a conta agora é o caos que o atual governo tem que reparar”, disse um aliado do governador Gladson Cameli.

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS EM SEU EMAIL

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 146.197 outros assinantes

ÚLTIMAS