19 maio 2022 8:40
19 maio 2022 8:40

Boituva: paraquedista e funcionário da Globo morreram após avião cai

Por Redação Ecos da notícia

avião de pequeno porte que levava piloto e 15 passageiros, a maioria paraquedistas, e caiu em Boituva (SP), na tarde dessa quarta-feira (11/5), teria tido uma pane elétrica, segundo informações preliminares. De acordo com o Corpo de Bombeiros, a aeronave bateu em uma torre de alta tensão e teve de fazer um pouso forçado em um pasto. Duas pessoas morreram no acidente e 12 ficaram feridas.

Entre as vítimas, segundo informações do G1, está Wilson José Romão Júnior (à direita na foto), de 38 anos, paraquedista e instrutor. Ele saltava havia vários anos e era de Piracicaba, também no interior paulista. André Luiz Warwar, 53, funcionário da área de tecnologia da TV Globo e diretor de filmes, também perdeu a vida no acidente. Era também paraquedista experiente e teve seu primeiro longa-metragem — Crime da Gávea — veiculado em 2017.

Segundo o Corpo de Bombeiros, o acidente aconteceu por volta das 12h13, na Estrada Alfredo Boratini. André e Wilson foram socorridos ao Hospital São Luiz de Boituva, mas não resistiram aos ferimentos. Outras pessoas tiveram ferimentos mais leves, foram atendidas no ponto onde o avião de pequeno porte caiu ou levadas a hospitais da região.

Avião de pequeno porte caiu em Boituva Avião de pequeno porte caiu em Boituva Avião de pequeno porte caiu em Boituva Avião de pequeno porte caiu em Boituva Avião de pequeno porte caiu em Boituva Avião de pequeno porte caiu em Boituva 0 A Prefeitura de Boituva lamentou o ocorrido e informou que o avião pertence a empresa de Serviço Aéreo Especializado “Skydive4Fun”, instalada no Centro Nacional de Paraquedismo (CNP).

O prefeito Edson Marcusso afirmou, em nota: “Em 50 anos de história do paraquedismo em Boituva é o primeiro acidente com uma aeronave do CNP. Um dia muito triste para nossa cidade, considerada Capital Nacional do Paraquedismo e do Balonismo Turístico. Deixo meu profundo sentimento de pesar aos familiares dos dois passageiros”.

O Centro Nacional de Paraquedismo da cidade registra, em média, 120 decolagens diárias para fins de salto de paraquedismo. Em maio, a prefeitura do município realizou reuniões para debater o protocolo de atendimento de segurança, adoção de procedimentos e melhorias na gestão, estrutura e operação das atividades no CNP.

O local da queda teve vazamento de combustível e foi isolado pelos agentes. Pelas redes sociais, pessoas que moram perto da região publicaram fotos dos destroços.

Fonte/ Primeirojornal.com

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS EM SEU EMAIL

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 146.222 outros assinantes

ÚLTIMAS