22 maio 2022 2:58
22 maio 2022 2:58

Apontado como líder de organização criminosa, Marcos Lindoso é absolvido da acusação de ordenar execução

Por Redação Ecos da Notícia

Marcos da Cunha Lindoso, apontado como líder de uma organização criminosa, foi absolvido da acusação de ser o mandante do assassinato de Maykon da Silva Pereira. A decisão foi do Conselho de Sentença da 2ª Vara do Tribunal do Júri e Auditória Militar, em sessão realizada nesta quarta-feira, 11.

Durante o julgamento, os advogados de defesa questionaram as provas do processo e pediram a absolvição do acusado. “A nossa tese é da negativa de autoria. O áudio não é claro, não houve ordem para matar”, disse o advogado Romano Gouveia.

Dragão, como é conhecido, foi apontado na investigação como responsável por autorizar a execução de Maykon Pereira. O crime, de acordo com a denúncia, aconteceu em 17 de março de 2016, na Rua Edmundo Pinto, região do Distrito Industrial, em Rio Branco. Em setembro de 2020, nove acusados de participar da morte de Maykon foram absolvidos em júri popular.

Mesmo absolvido da acusação, Marcos Lindoso vai continuar preso, já que tem condenações por tráfico de drogas e também por integrar organização criminosa.

Fonte: Acrenews

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS EM SEU EMAIL

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 146.227 outros assinantes

ÚLTIMAS