22 maio 2022 11:46
22 maio 2022 11:46

Você pode ter perdido: Pronampe prorrogado; Senado deve manter Auxílio Brasil em R$ 400; Inflação pressiona preços dos alimentos; Novo lote do FGTS e mais

Por Redação Ecos da Notícia

A semana termina cheia de novidades para os brasileiros, sendo algumas delas positivas e outras nem tanto. No campo das boas notícias, o Senado Federal aprovou a prorrogação do Pronampe, programa de crédito voltado para micro e pequenas empresas.

Para as famílias de baixa renda, o Congresso sinalizou que deve manter o Auxílio Brasil no patamar mínimo de R$ 400. Nesta sexta-feira, 29, sai o último lote do benefício social, que em alguns casos vem acompanhado do vale-gás de R$ 51.

Os trabalhadores nascidos em fevereiro também terão um alívio no bolso. Amanhã, 30, será paga ama nova parcela do saque extraordinário do FGTS para esse grupo.

Os recursos devem aliviar um pouco as finanças dos cidadãos, cada vez mais comprometidas com o aumento da inflação nos preços dos alimentos. Saiba mais detalhes nos destaques desta sexta-feira.

Prorrogação do Pronampe é aprovada no Senado

O projeto de lei que prorroga o Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe) até o fim de 2024 foi aprovado quarta-feira, 27, pelo Senado. A implementação da medida passa a depender apenas da sanção presidencial.

Com isso, o prazo para que o governo federal restitua os recursos do Fundo Garantidor de Operações (FOG) aumenta em três anos. A previsão inicial que consta no projeto é que os valores seriam devolvidos a partir de dezembro deste ano.

Segundo a senadora Kátia Abreu, relatora do projeto, mais de R$ 60 bilhões em créditos já foram liberados para mais de 694 mil empresas. Outros R$ 50 bilhões devem ser utilizados nesta nova fase.

O Pronampe tem como objetivo estimular a liberação de empréstimos pelos bancos, que recebem créditos tributários em contrapartida. Na nova etapa, as empresas beneficiadas serão obrigadas a manter os empregos durante o período da contratação do crédito.

“No auge de uma crise, o empresário pegar um dinheiro e ficar na obrigatoriedade de não poder demitir ninguém é muito pesado. Nós todos queremos manter o emprego no país, mas isso não pode ser na marra, à custa do sacrifício das micro e pequenas empresas do país. É a economia brasileira crescente que vai manter o emprego e não a obrigatoriedade em lei”, disse a senadora Kátia Abreu.

Auxílio Brasil de R$ 400 deve continuar

O valor mínimo pago pelo programa Auxílio Brasil deve continuar na casa dos R$ 400, afirmou o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG). A Medida Provisória (MP) que estabelece o valor foi aprovada na Câmara, e agora aguarda apreciação no Senado.

“Em relação ao valor, eu imagino que haja já uma tendência de se manter o valor que foi pactuado até porque de nossa parte, do Senado, nós temos uma grande responsabilidade fiscal também”, antecipou Pacheco.

O prazo para que a Casa vote o projeto termina no dia 16 de maio. O senador afirmou que o texto será votado no “plenário do Senado dentro do prazo de caducidade”.

Últimos depósitos de abril do Auxílio Brasil e vale-gás

A Caixa Econômica Federal encerra nesta sexta o pagamento da parcela de abril dos programas Auxílio Brasil e vale-gás. Cerca de 18,06 milhões de famílias receberam o primeiro benefício, enquanto quase 5,4 milhões tiveram acesso ao segundo.

Cada beneficiário do Auxílio Brasil recebeu pelo menos R$ 400 neste mês. Já a parcela do vale-gás foi fixada em R$ 51, uma vez que ela deve corresponder a 50% do preço médio nacional do botijão de gás de 13 kg.

Como de praxe, as liberações ocorrem de acordo com o final do Número de Identificação Social (NIS) dos beneficiários. Hoje é a vez dos brasileiros com NIS final 0 recebem a ajuda financeira.

Todas as informações sobre a aprovação, bloqueio, valores e calendário de pagamento podem ser encontradas no aplicativo Auxílio Brasil, disponível para Android e iOS.

Por que a cenoura e o tomate subiram tanto de preço?

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15) divulgado na última quarta-feira mostrou que a cenoura e o tomate lideraram a alta dos alimentos no Brasil nos últimos 12 meses. O índice é considerado uma prévia da inflação oficial do país.

Em 12 meses até abril, a cenoura disparou 200%, enquanto o tomate subiu 117%. A expectativa para os próximos dois meses é de queda.

Um dos motivos que justifica a alta nos preços da cenoura são chuvas intensas que atingiram as grandes plantações do país em janeiro, reduzindo a oferta. Desde então, o quilo do alimento passou de R$ 10 a R$ 14. Além disso, parte da produção precisou ser descartada após a colheita por conta da umidade do solo, que causou doenças nas raízes e deixou as cenouras úmidas e impróprias para consumo.

No caso do tomate, além das chuvas que causaram perdas, também existe o fator de redução da área plantada. Desde de 2020, no início da pandemia, os produtores tiveram queda na demanda e decidiram diminuir a área de plantio.

A colheita de 2022 foi abundante, o que derrubou os preços ao produtor e levou em uma nova redução da área plantada. Somando esses fatores ao fim da safra de verão e início da de inverno, que ocorre em abril, os preços têm pesado no bolso do consumidor.

Novo lote do saque extraordinário do FGTS amanhã

A Caixa libera no sábado, 30, o saque extraordinário do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) para trabalhadores nascidos em fevereiro. O calendário que começou no último dia 20 considera o mês de aniversário dos cotistas.

Cada cidadão com saldo nas contas vinculadas pode retirar até R$ 1 mil de suas contas vinculadas. O dinheiro é depositado em uma poupança digital do aplicativo Caixa Tem, criada automaticamente pelo banco.

Todos os trabalhadores têm até o dia 15 de dezembro de 2022 para movimentar o dinheiro. Confira o calendário completo do saque extraordinário do FGTS.

Mês de nascimento Data de liberação do novo saque do FGTS
Janeiro 20 de abril
Fevereiro 30 de abril
Março 04 de maio
Abril 11 de maio
Maio 14 de maio
Junho 18 de maio
Julho 21 de maio
Agosto 25 de maio
Setembro 28 de maio
Outubro 1º de junho
Novembro 8 de junho
Dezembro 15 de junho

 

Fonte: Edital Concursos Brasil

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS EM SEU EMAIL

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 146.232 outros assinantes

ÚLTIMAS