24 maio 2022 7:36
24 maio 2022 7:36

Vídeo mostra desespero e correria após ataque com míssil a estação de trem na Ucrânia

Segundo autoridades locais, ao menos 52 pessoas morreram no atentado ocorrido nesta sexta-feira (8)

Por Redação Ecos da Notícia

Pessoas lotaram um edifício próximo à estação de trem de Kramatorsk depois que sons de explosões foram ouvidos no local, na região leste da Ucrânia, nesta sexta-feira (8), mostra um vídeo da TV local obtido pela agência Reuters.

O corpo de um homem com sangue ao redor foi visto no chão do lado de fora da estação, e veículos na rua estavam em chamas.

Os bombeiros foram imediatamente ao local para apagar as chamas do veículo.

Imagens de antes das explosões mostraram multidões de pessoas reunidas no prédio da estação e na plataforma com suas bagagens.

A localização do vídeo obtido pela Reuters foi verificada por meio de imagens de arquivo que correspondem às características do edifício, incluindo os edifícios e estradas circundantes.

O prefeito da cidade, que estimou que 4.000 pessoas estavam reunidas lá no momento do ataque, disse que pelo menos 52 morreram.

O presidente da Ucrânia, Volodmir Zelenski, pediu uma “resposta global firme” ao ataque de mísseis de sexta-feira à estação de trem que estava lotada de mulheres, crianças e idosos em Kramatorsk, na região de Donetsk.

O Ministério da Defesa da Rússia negou a responsabilidade pelo ataque, dizendo em comunicado que os mísseis que atingiram a estação foram usados ​​apenas por militares da Ucrânia e que as Forças Armadas da Rússia não tinham alvos designados em Kramatorsk na sexta-feira. Todas as declarações das autoridades ucranianas sobre o ataque foram “provocações”, disse.

A vice-primeira-ministra da Ucrânia, Iryna Vereshchuk, disse que dez corredores humanitários para evacuar pessoas de regiões sitiadas foram acordados para este sábado (9), incluindo um para pessoas evacuadas por transporte privado da cidade portuária devastada de Mariupol.

O prefeito de Kramatorsk, Oleksander Honcharenko, disse esperar que apenas entre 50 mil e 62 mil dos 220 mil habitantes de sua cidade permaneçam dentro de uma ou duas semanas.

Por R7

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS EM SEU EMAIL

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 146.227 outros assinantes

ÚLTIMAS