14 maio 2022 4:29
14 maio 2022 4:29

VEJA VÍDEO: Mulher dá à luz em corredor de maternidade em Rio Branco

Direção da maternidade informou que mãe e filha receberam alta 24 horas depois do parto e que as duas estavam bem.

Por Redação Ecos da Notícia

Uma mulher deu à luz um bebê no corredor da Maternidade Bárbara Heliodora, em Rio Branco, deitada apenas em um colchonete. O parto ocorreu no dia 13 de abril, mas as imagens só começaram a circular nas redes sociais neste final de semana.(Veja vídeo.)

A informação foi confirmada ao g1 em nota, assinada pela gerente-geral da Maternidade, Laura Pontes, na qual afirmou que abril foi um mês atípico, com muitos partos e que a estrutura pequena do local acabou contribuindo para o fato. (veja nota na íntegra abaixo)

“O momento do parto não espera e ao ser identificado como iminente, a gestante foi trazida a um ambiente mais próximo e calmo (setor Doce Espera) e assistido o parto com a assistência possível, com profissionais capacitados e mantida a privacidade da paciente, garantindo o mínimo de conforto possível. Queremos enfatizar que o processo de humanização envolve o acolhimento, a assistência a atenção, a naturalidade com que ocorre o parto e que nunca será impedido de ocorrer quando chegar o momento certo. Foi o que aconteceu e que, por vezes, acontece nos lares e tantos outros lugares”, diz o documento.

Ainda conforme a direção, mãe e filha receberam alta maternidade, 24h depois do parto e que as duas estavam bem. Um vídeo que começou a circular nas redes sociais neste final de semana, mostra a mãe e o bebê no colchão no chão recebendo atendimento médico.

Em janeiro deste ano, uma mulher entrou em trabalho de parto e deu à luz uma menina em frente à Maternidade. Um vídeo que circulou nas redes sociais na época, mostrava a bebê no chão da calçada chorando enquanto a mulher ficou de pé ao lado.

Veja nota na íntegra

Queremos informar que sim, tivemos o conhecimento desse parto, que o mês de abril está sendo atípico, muitas mulheres em trabalho de parto nos buscam e somos uma maternidade criada com uma estrutura para atender uma população bem menor que a atual e por conta disso o governo busca, nesse momento, construir uma outra com melhor estrutura e capacidade de atendimento.

Que nossa maternidade é pública e acolhe todas as mulheres que nos buscam e o atendimento foi assistido por profissionais experientes.

Que o momento do parto não espera e que ao ser identificado como iminente a gestante foi trazida a um ambiente mais próximo e calmo (setor Doce Espera) e assistido o parto com a assistência possível, com profissionais capacitados e mantida a privacidade da paciente, garantindo o mínimo de conforto possível.

Queremos enfatizar que o processo de humanização envolve o acolhimento, a assistência a atenção, a naturalidade com que ocorre o parto e que nunca será impedido de ocorrer, quando chegar o momento certo! Foi o que aconteceu e que, por vezes, acontece nos lares e tantos outros lugares. Nós estamos de braços abertos a todas as gestantes. Nossos profissionais são competentes e preparados para atendê-las e estamos a cada dia buscando melhorar a estrutura e as condições de atendimento. Temos certeza que melhoraremos!

Laura Pontes, diretora-geral da Maternidade Bárbara Heliodora

Fonte: G1ACRE

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS EM SEU EMAIL

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 146.184 outros assinantes

ÚLTIMAS