21 maio 2022 8:45
21 maio 2022 8:45

Trabalhador que sobreviveu após receber descarga elétrica e cair de 8 metros de altura se recupera no AC: ‘milagre’

Misael Araújo fraturou a perna em três lugares e sofreu queimaduras na mão, braço e virilha. Trabalhador está internado no Hospital do Juruá, em Cruzeiro do Sul, e passou por cirurgia no sábado (23).

Por G1 Ac

O trabalhador rural Misael da Silva Araújo, de 31 anos, segue em recuperação no Hospital do Juruá, em Cruzeiro do Sul, interior do Acre, após ser atingido por uma descarga elétrica e cair de um poste de energia com altura de quase oito metros.

Ele quebrou a perna esquerda em três lugares e passou por uma cirurgia no sábado (23). O homem teve ferimentos ainda no joelho, tornozelo, mão e sofreu algumas queimaduras.

O acidente ocorreu na última sexta (22) na Comunidade Rural Paraná dos Mouras, zona rural do município de Rodrigues Alves, também no interior.

“Não lembro do acidente, desmaiei. Lembro de subir, quando cheguei lá levei a mão para retirar o fio só vi o fogo. Falaram que cai lá embaixo. Meu pai estava perto e viu na hora que cai. Meu sogro também estava lá e correu para me ajudar, me colocaram em uma cadeira, jogaram água em mim. Achavam que eu estava morto, mas acordei”, contou ao g1 nesta segunda (25).

Araújo disse que subiu no poste de energia após faltar luz em algumas regiões da comunidade. Ele explicou que foi tentar desligar uma das fases da energia quando recebeu a descarga.

“A gente já tinha ligado para a Energisa para colocar uma canela [chave fusível] que iria acontecer um desastre ali. Toda vez que falta energia temos que subir lá [no poste] para desligar uma fase para mandar energia só para a comunidade. Nunca colocaram, todo mundo sobe para desligar”, recordou.

A Energisa informou que enviou equipe ao local para realizar os reparos necessários na rede de distribuição. A empresa também orientou que quando uma ‘pessoa não habilitada mexe na rede coloca em risco a própria vida e compromete a segurança e o fornecimento de energia de todos os clientes ligados àquela fonte’. (Veja nota na íntegra abaixo).

Ao ter ciência do acidente, Araújo diz que foi um milagre ter sobrevivido. “Foi um milagre, sofri queimaduras na mão, braço e na virilha. Eu não tinha muito costume de desligar, mas todo mundo sobe para desligar. Depois que aconteceu isso falaram que vão colocar uma canela lá. Eu não subo mais lá”, declarou.

O trabalhador falou também que deve ficar uns seis meses em tratamento em Cruzeiro do Sul. “Vou ficar seis meses com uns ferros na perna. Não posso voltar agora para lá, vou ficar na casa do meu pai. O importante agora é a vida”, concluiu.

Misael da Silva Araújo, de 31 anos, está internado em Cruzeiro do Sul — Foto: Arquivo pessoal

Misael da Silva Araújo, de 31 anos, está internado em Cruzeiro do Sul — Foto: Arquivo pessoal

Acidente

De acordo com o Corpo de Bombeiros da cidade, para fazer o resgate, os militares tiveram que usar uma voadeira e seguir pelo rio.

Após ser atingida, a vítima caiu do poste no chão e desacordada. Os bombeiros falaram ainda que familiares e vizinhos que viram o acidente imaginaram que Araújo teria ido a óbito pela gravidade do acidente e também porque ele não apresentava nenhum sinal vital.

Mas, após alguns minutos, o homem acordou e reclamava de fortes dores e queimaduras nas mãos e virilha. Os familiares, então, fizeram alguns curativos para tentar amenizar as dores da vítima.

Como o local onde ocorreu a descarga elétrica é de difícil acesso e fica distante quase duas horas da Comunidade São Gerônimo, onde a vítima poderia receber atendimento médico, os familiares levaram o homem em cima de dois colchões de carroça de boi até o porto fluvial da comunidade para aguardar resgate do Corpo de Bombeiros.

Após ser resgatado, o homem foi transportado em um barco até o porto fluvial de Rodrigues Alves, onde foi atendido por uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e levado para o Hospital do Juruá.

Nota da Energisa

A Energisa informa que arremessar objetos, vandalismo ou tentar fazer qualquer tipo de manuseio na rede de energia foram ações que deixaram mais de 25 mil clientes sem energia elétrica no Acre, em 2021. Para evitar esse tipo de ocorrência, a Energisa ressalta que somente as suas equipes podem fazer as intervenções no sistema elétrico.

O gerente de Operação da Energisa Acre, Anderson Rodrigues, explica que quando uma pessoa não habilitada mexe na rede, coloca em risco a própria vida e compromete a segurança e o fornecimento de energia de todos os clientes ligados àquela fonte.

“Temos atuado na orientação e disseminação da informação sobre os cuidados com a rede elétrica. Mas ainda há muitos casos de pessoas que por conta própria tentam mexer na rede e acabam se colocando em risco e gerando impacto para a própria população, como a falta de energia”, afirma.

A Energisa destaca que a empresa tem equipes de manutenção de prontidão para atuar no Acre. O atendimento é 24 horas e deve ser solicitado pelos canais de atendimento. Continuamente, a empresa orienta à população sobre os cuidados com a rede elétrica.

Também reforça que enviou equipe ao local para realizar os reparos necessários na rede de distribuição.

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS EM SEU EMAIL

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 146.227 outros assinantes

ÚLTIMAS