28 maio 2022 9:32
28 maio 2022 9:32

Saiba como não cair no golpe do WhatsApp clonado e solicitação de empréstimo

Por Dry Alves, da Redação Ecos da Notícia

O avanço tecnológico trouxe facilidades na comunicação e comodidade para abrir contas bancárias, realizar compras e pagamentos sem sair de casa. No entanto, criminosos também se modernizaram para poder realizar golpes tecnológicos. Clonar o WhatsApp e solicitar empréstimo é um deles.

Nesta reportagem, o delegado de Polícia Civil, Nilton Boscaro, explica como golpistas agem e qual a melhor maneira de evitar ser vítima dessa ação criminosa.

Boscaro explica que o golpista escolhe a vítima para clonar o WhatsApp por meio de anúncios de venda que ela posta na internet, coletando em redes sociais ou através de vazamentos de dados, que tem ocorrido constantemente. Por um destes meios, o criminoso pega o número de telefone e entra em contato com a primeira vítima.

De início, ele cria uma engenharia social e a pessoa acaba acreditando se tratar de algo verdadeiro. Daí ele diz que chegará uma mensagem via SMS e que a vítima deve informar os seis dígitos. Enquanto isso, ele já está com outro aparelho com o aplicativo Whatsapp esperando para recuperar a conta. Ao fornecer os números ao golpista, imediatamente a vítima perde sua conta no aplicativo e, a partir de então, o criminoso começa a solicitar dinheiro emprestado aos contatos da pessoa que teve a conta clonada.

Tamires de Oliveira, 29 anos, foi vítima desse golpe, ela disse que um número, com DDD do Acre entrou em contato com ela, dizendo que ela tinha sido indicada para ganhar uma reserva em um hotel com tudo pago. Mas que para confirmar ela precisava, “por medida de segurança”, fornecer os números que chegariam via SMS.

“Foi aí que eu caí no golpe e perdi meu WhatsApp. Informei nas redes sociais e algumas pessoas me ligaram dizendo que eu estava pedindo dinheiro para elas. Ninguém caiu no golpe e a noite eu recuperei minha conta fazendo o que eles fizeram. Coloquei meu número no aplicativo e quando chegou o código digitei e recuperei. Não havia recuperado logo, pois leva algumas horas para poder fazer a ação mais de uma vez no dia”, informou.

Um dos meios de prevenção é sempre habilitar a confirmação de duas etapas, evitar colocar dados pessoais, como o número de telefone, na internet, nunca informar esses dígitos para quem quer que seja, confirmar se quem solicita o empréstimo é mesmo a pessoa e se atentar aos dados enviados para pagamento, vai está no nome de outra pessoa.

Veja as orientações no vídeo a seguir:

[videopress uURQQjuc]

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS EM SEU EMAIL

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 146.282 outros assinantes

ÚLTIMAS