25 maio 2022 8:51
25 maio 2022 8:51

Saiba como funciona o golpe da falsa taxa de empréstimo

Por Dry Alves, da Redação Ecos da Notícia

Na matéria de hoje, o delegado de Polícia Civil, Nilton Boscaro, vai explicar como funciona o golpe da falsa taxa de empréstimo e orientar como se prevenir.

Boscaro explica que o golpista age da seguinte maneira: ele envia uma mensagem por e-mail e nas redes sociais da vítima oferecendo empréstimo e a vítima interessada em fazer o empréstimo responde a mensagem ou clica em algum link que a redireciona para um número de WhatsApp. Depois iniciam uma conversa e ajustam os valores e as parcelas do suposto empréstimo e para dar maior credibilidade, o golpista chega a enviar um contrato ou formulário falso para a vítima.

Após toda conversa, o golpista pede um determinado valor a título de prestação de serviço, informando a chave do PIX ou o número da agência e da conta bancária para transferência ou depósito, ou ainda envia um boleto bancário para pagamento. Às vezes, o golpista inventa outra história, fala que o pagamento é para aumentar o SCORE, ou para pagar determinada taxa, ou ainda diz que é necessário para poder creditar o valor do empréstimo na conta da vítima.

O aposentado Antônio Moreira, 60 anos, estava prestes a fechar um empréstimo, quando decidiu compartilhar com a filha os planos e logo ela o orientou que se tratava de golpe. “A oferta era boa. E diziam que tudo seria feito pelo WhatsApp e não tinha problema eu ter outros empréstimos. O único problema é que queriam que eu adiantasse uma quantia para o gerente para ele liberar o valor. Conversei com minha filha e ela fez os cálculos das propostas enviadas e tinha valores que somados eu iria pagar bem menos do que o contratado. Foi aí que ela me orientou a não fazer, pois se tratava de um golpe”, conta o aposentado.

O delegado destaca que não há qualquer tipo de taxa a ser paga previamente ao banco ou financiadora para a contratação de empréstimos, pois as taxas são inseridas no próprio contrato de empréstimo ou debitadas do valor a ser depositado na conta da pessoa que está contratando o empréstimo.

Ele orienta, também, que não efetue qualquer transação bancária (PIX, depósito, transferência ou pagamento) à título de taxa bancária, ou para aumentar o SCORE, ou ainda para liberar o crédito, seja em conta bancária de pessoa física ou de pessoa jurídica. Além disso, não devolva dinheiro que ainda não caiu na sua conta, consulte o seu extrato e, se for devolver, faça isso depois de 48 horas úteis para certificar que, de fato, o dinheiro está na conta e fique atento para eventuais depósitos programados.

Veja o vídeo:

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS EM SEU EMAIL

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 146.228 outros assinantes

ÚLTIMAS