21 maio 2022 5:28
21 maio 2022 5:28

PT aciona Conselho de Ética após deputado gravar vídeo armado ameaçando Lula

Por Redação Ecos da Notícia

A bancada do Partido dos Trabalhadores (PT) na Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) protocolou, nesta quarta-feira (06), uma representação que teve como objetivo denunciar o deputado estadual Coronel Telhada (PP) por decoro após ele ter gravado um vídeo nas dependências da Casa, armado, ameaçando o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

No vídeo, publicado nas redes sociais, o parlamentar comenta uma fala de Lula, que afirmou que a militância sindical precisa se organizar para pressionar deputados e senadores nas cidades em que moram para que votem a favor de propostas que interessam aos trabalhadores.

“Vai lá em casa incomodar a minha mulher, meus filhos e meus netos. Estou te esperando lá. Você e todo o seu bando”, afirmou o deputado, se dirigindo ao ex-presidente e segurando uma arma. Isso, dentro do estacionamento da Assembleia Legislativa de São Paulo.


HomePolítica
PT aciona Conselho de Ética após deputado gravar vídeo armado ameaçando Lula
No vídeo, o deputado comenta uma fala de Lula sobre a militância sindical precisar se organizar para pressionar deputados e senadores.
Política
De Alisson Henrique Atualizado em 7 abr, 2022 00:46
0
Share
A bancada do Partido dos Trabalhadores (PT) na Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) protocolou, nesta quarta-feira (06), uma representação que teve como objetivo denunciar o deputado estadual Coronel Telhada (PP) por decoro após ele ter gravado um vídeo nas dependências da Casa, armado, ameaçando o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Lula diz que vai tirar militares em cargos de comissão caso seja eleito

No vídeo, publicado nas redes sociais, o parlamentar comenta uma fala de Lula, que afirmou que a militância sindical precisa se organizar para pressionar deputados e senadores nas cidades em que moram para que votem a favor de propostas que interessam aos trabalhadores.

“Vai lá em casa incomodar a minha mulher, meus filhos e meus netos. Estou te esperando lá. Você e todo o seu bando”, afirmou o deputado, se dirigindo ao ex-presidente e segurando uma arma. Isso, dentro do estacionamento da Assembleia Legislativa de São Paulo.


No vídeo, o deputado comenta uma fala de Lula sobre a militância sindical precisar se organizar para pressionar deputados e senadores. (Foto: reprodução)
Por conta da declaração, a bancada estadual do PT entrou com uma ação da Câmara destacando “sobre a gravidade do fato” e dizendo que o deputado Coronel Telhada deveria ser julgado no Conselho de Ética e Decoro Parlamentar.

Em nota, Márcia Lia, que é líder do PT na Alesp, disse que “a situação se reveste de intensa gravidade uma vez que às ameaças feitas pelo deputado alcançam as deputadas e deputados estaduais, dirigentes, militantes que compõem e atuam no Partido dos Trabalhadores lado a lado do ex-presidente Lula, em defesa da Democracia e do Estado Democrático de Direito”.

Além dela, Emídio de Souza, deputado que hoje ocupa o cargo de presidente da Comissão de Direitos Humanos da Alesp, também se pronunciou. Segundo ele, Telhada terá que responder pela quebra de decoro dentro da Casa.

“O coronel Telhada terá que responder pela quebra de decoro ao ameaçar o presidente Lula. A bancada do PT acionou o Conselho de Ética. Parlamento é lugar do diálogo e não de ameaça, é lugar de debater soluções para os problemas da população, e não de incitar a violência, o armamento”, disse Emídio de Souza.

O que diz o deputado

Em nota, Telhada disse que não ameaçou Lula, pois ele disse que “simplesmente” falou o que faria se fosse atacado em sua casa. “Quanto à arma, eu sou ex-oficial da Polícia Militar. Tenho porte de arma e não há ilegalidade alguma. Quando eu chego na Assembleia eu chego armado. Quando eu saio da Assembleia eu saio armado”, disse.

“Pra variar é mais uma hipocrisia do PT. Eles sempre se vitimando e se fazendo de inocentes, de coitadinhos. O ícone deles da moralidade, o ex-presidente Lula, ameaça as pessoas publicamente. Incita seus militantes a irem à casa dos deputados intimidar e incomodar os familiares, esposas e filhos e netos, e isso fica como uma coisa normal. Pro PT é normal você intimidar as pessoas, fazer terrorismo na casa das pessoas”, finalizou o deputado.

Por Brasil 123

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS EM SEU EMAIL

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 146.228 outros assinantes

ÚLTIMAS