23 maio 2022 4:31
23 maio 2022 4:31

Prefeitura diz que criança autista que teve vaga negada foi caso isolado

Por Dry Alves, da Redação Ecos da Notícia

 

Após repercussão de uma matéria referente a escola Os Pastorinhos, de Brasiléia, município do interior do Acre, onde a mãe acusa a unidade de ensino de negar vaga ao seu filho, diagnosticado com Transtorno do Espectro Autista (TEA), após ela apresentar laudo, nossa equipe recebeu a resposta da prefeitura daquela localidade.

Leia mais: Mãe diz que escola negou vaga após saber que filho era autista

Segundo a prefeitura, houve uma conversa entre a Secretaria Municipal de Educação e todos os gestores escolares do município, onde ficou alinhado que em situações como essa a escola deveria receber as crianças, mesmo com o quantitativo cheio.

 

Ainda segundo a prefeitura, este é um caso isolado e, na próxima semana, estarão conversando com a gestora e a mãe da criança que teve a vaga negada.

 

Nossa equipe entrou em contato com a gestora, que, a princípio disse que nunca negou vaga para crianças nem atípicas, nem autistas e que o “problema” foi que não tinha vaga.

 

Após resposta da prefeitura, voltamos a procurar a gestora para saber seu posicionamento, já que a mesma recebeu orientação de receber crianças autistas independente de ter ou não vagas. A mesma preferiu não se manifestar mais e não respondeu nossa equipe.

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS EM SEU EMAIL

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 146.224 outros assinantes

ÚLTIMAS